CONSUMIDOR DIMINUI BUSCA POR CRÉDITO EM 3,2% NO 1š TRIMESTRE, APONTA SERASA

Em março, a demanda foi 7,5% inferior que a registrada no mesmo mês de 2013. Já na comparação com fevereiro último houve elevação

Os consumidores reduziram a procura por crédito em 3,2%, no primeiro trimestre deste ano sobre o mesmo período do ano passado, segundo mostra do Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. Em março, a demanda foi 7,5% inferior que a registrada no mesmo mês de 2013. Já na comparação com fevereiro último houve elevação (1,9%).

 

“As taxas de juros em elevação e o menor grau de confiança dos consumidores, em comparação ao mesmo momento do ano passado, pesaram negativamente” justificaram, por meio de nota, os economistas da Serasa Experian.

Houve recuos entre todas as classes econômicas e a maior queda foi verificada entre os consumidores de baixa renda com ganhos de até R$ 500 por mês (-7,6%). Na faixa entre R$ 5 mil e R$ 10 mil a procura caiu 6,8% e entre os que recebem acima de R$ 10.000 mensais a demanda diminuiu 7%. Nas faixas entre R$ 500 e R$ 1.000 ocorreu redução de 3,1%. Também caiu a demanda por crédito de trabalhadores com renda entre R$ 1 mil e R$ 2 mil mensais (-1,4%) e entre R$ 2 mil e R$ 5 mil (-4,4%).

De janeiro a março, a Região Centro-Oeste foi a que registrou a maior queda (-7,8%); seguida pelas regiões Sudeste (-4,1%); Norte (-2,7%); Sul, (-1,4%) e Nordeste (-0,3%).

 

Fonte: Correio Braziliense

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , ,
Comentar

HOSPITAL DO GAMA PRECISA DE FRASCOS PARA DOAÇÕES DE LEITE MATERNO

Embalagens devem ser de vidro e com tampa de plástico, como as de café solúvel ou maionese

Com o aumento nas doações de leite humano, que somente em março atingiu 58%, o Núcleo de Leite Humano do Hospital do Gama passou a necessitar de um estoque maior de frascos. Eles devem ser de vidro e com tampa de plástico (tipo café solúvel ou maionese) para armazenar o material coletado.

 

“Em março, realizados mais de 40 cadastros. Hoje, contamos com 141 doadoras e já estamos com os estoques bem reduzidos. No momento precisamos de 250 frascos, que serão divididos para a coleta externa e para a pasteurização do leite”, informou a nutricionista Lílian Duarte.

 

Conforme a nutricionista, em fevereiro, cem crianças que estavam internadas no berçário patológico e na maternidade foram alimentadas com o leite humano pasteurizado.

 

Qualidade garantida


O leite materno coletado passa por um rigoroso processo de controle de qualidade. Durante a análise do produto, é verificada a presença de impurezas e, quando encontradas, o leite é descartado.

 

Quando aprovado, o produto vai para a pasteurização, onde os frascos permanecem na água quente em uma temperatura de 64 graus Celsius por mais de 30 minutos. Depois, os frascos são resfriados e mantidos no freezer em uma temperatura de 18 graus negativos.

 

O tempo de validade do leite pasteurizado e conservado nos potes é de seis meses. Interessadas em doar devem entrar em contato com o Banco de Leite do HRG, pelo telefone 3384-0337.

 

Cuidados


As doadoras devem adotar as seguintes medidas ao coletar o leite:

 

- utilizar frasco de vidro com tampa de plástico para armazenagem.

- colocar vidros e tampas numa panela e cobrí-los com água.

- ferver tudo por 15 minutos.

- deixar vidros e tampas escorrerem sobre um pano limpo até secar. Fechar o vidro sem tocar na parte interna da tampa.

- colocar uma touca ou lenço para cobrir os cabelos.

- colocar uma fralda ou máscara sobre o nariz e a boca.

- lavar as mãos e braços até o cotovelo com sabão e água.

- antes de iniciar a coleta, lavar as mamas apenas com água.

- secar as mãos e as mamas com uma toalha limpa.

- evitar conversar durante a retirada do leite.

- fazer a coleta quando as mamas estiverem muito cheias, antes ou depois das mamadas.

 

 

Fonte: Jornal de Brasília

 

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , , ,
Comentar

APESAR DE MAIS BARATO, CONVÊNIO COLETIVO OCULTA VÁRIAS ARMADILHAS

Operadoras estimulam pequenos grupos a se formalizarem como pessoas jurídicas para oferecer assistência médica mais barata. Vantagem, no entanto, pode virar dor de cabeça, alertam especialistas

A busca dos consumidores por preços mais acessíveis para ter acesso a planos de saúde privados — diante dos altos valores cobrados pelas operadoras — acaba abrindo as portas para armadilhas. A possibilidade de ter um plano coletivo de pequeno porte, com até três participantes, a preços muito mais baixos do que os que vigoram no mercado, por exemplo, pode se tornar uma grande dor de cabeça. Como os reajustes dos modelos coletivos não são controlados, há o risco de que as correções fujam do controle, especialmente em um convênio pequeno. Mesmo assim, 3 milhões de pessoas estão vinculadas a planos com menos de 30 beneficiários.

 
A maioria das operadoras não têm interesse em oferecer planos individuais — aqueles cujas mensalidades são reguladas pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Preferem trabalhar com os coletivos, em que podem estabelecer livremente os reajustes anuais das prestações. O preço mais baixo, no início, é o grande atrativo. Para ser inscrito em um desses planos, o consumidor precisa ter registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que não é difícil de obter, ou ser membro de alguma associação que tenha convênio com a operadora. Entre as possibilidades sugeridas aos clientes (geralmente por corretores), existe desde a formação de uma empresa com integrantes da própria família, até a filiação a organizações que existem praticamente só no papel e cobram uma taxa simbólica de adesão.

 

Os especialistas alertam que esse tipo de contrato esconde armadilhas. Se houver poucos beneficiários, não há como diluir o risco. Logo, se no convênio há uma pessoa mais velha, que utiliza recorrentemente os serviços, a mensalidade vai ficar mais cara para todo mundo. “Pode parecer vantajoso inicialmente, mas, no caso dos planos coletivos, a ANS não tem o poder de definir o reajuste, quem o faz é a própria administradora”, comenta a advogada especialista em planos de saúde Geovanna Trad.

 

Fonte: Correio Braziliense

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , , , ,
Comentar

PÁSCOA NÃO DEVE SER SALGADA NO DF

Comerciantes pretendem manter preços do ano passado. É o que revela uma pesquisa da Federação do Comércio

Mais da metade dos comerciantes do Distrito Federal não irão aumentar os preços dos ovos de páscoa. A informação faz parte de uma pesquisa da Federação do Comércio do DF divulgada hoje (31). Segundo o levantamento, 60,5% dos empresários brasilienses manterão o mesmo preço praticado em 2013. O estudo ouviu 147 empresários de estabelecimentos de rua e de shoppings, de seis segmentos distintos: supermercados, chocolaterias, floriculturas, lojas de brinquedos, perfumaria e loja de variedades. Com preços mais atrativos e com promoções, os comerciantes esperam vender 11,12% a mais do que no ano passado.

 

Para o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, a escolha dos empresários em mater os preços é vista como um estímulo para o consumo de chocolate nesta época do ano. “Além desta medida, muitos investirão em ações dirigidas para o público infantil para tentar conquistar os consumidores”, revela.

 

O segmento de chocolaterias pela tradição dos ovos de chocolate é o mais otimista, com expectativa de aumento nas vendas de 21,07%; seguido por: supermercados/hipermercados (11,54%), loja de variedades (15,43%), loja de brinquedos (10,95%), perfumaria (6%) e floricultura (0,17%). Para tentar atender a demanda do período, os comerciantes ampliaram os seus estoques em 7,43% na comparação com 2013.

 

Os comerciantes que pretendem aumentar o valor dos produtos (38,8%) estimam uma alta de 4,20% nos negócios. O aumento da matéria prima e o efeito sazonal do período são os principais motivos para a expectativa de crescimento. O preço médio do ovo de páscoa foi estimado em R$ 40,51. Apenas 17,7% das empresas entrevistadas declararam que realizarão contratações temporárias para a Páscoa. Segundo a pesquisa, 51% dos lojistas adotarão novidades para impulsionar as vendas. Investimentos em propagandas e visibilidade da loja concentrarão 68% das estratégias. O levantamento foi realizado entre os dias 19 e 21 de março.

 

Consumidor

Diante do clima festivo e de confraternização, o consumidor começa a se preparar para as compras de Páscoa. Entre os consumidores entrevistados, 87,5% pretendem presentear alguém. Deste universo, a maioria são mulheres, com idade entre 25 e 35 anos, renda entre R$ 724 e R$ 1.448, segundo grau completo e que residem em regiões administrativas.

 

A maioria dos entrevistados (91,3%), independente do gênero, deve comprar chocolates e trufas para comemorar a Páscoa. Outra parcela (6,1%) pretende adquirir cestas de café da manhã. O preço médio do presente pretendido pelo consumidor é de R$ 116,79. Segundo a pesquisa, 82% dos entrevistados deverão passar o feriado em sua própria casa ou na casa de parentes.

 

A forma de pagamento preferida dos consumidores, para este período, será a vista, no dinheiro (54,5%), seguido por cartões de crédito (36,6%) e cartões de débito (8,9%). Como local de compras, a preferência foi para supermercados/hipermercados (44,7%), seguido de lojas de Shoppings (23,4%). Os motivos que mais chamam a atenção dos consumidores para realizar as compras nesta data comemorativa são: promoções, preços e qualidade dos produtos.

 

Fonte: Jornal de Brasília

 

 

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , , ,
Comentar

CONSUMIDOR ESTÁ MAIS PESSIMISTA QUE EM 2013, MOSTRA PESQUISA DA CNI

Principais motivos para o pessimismo foram a expectativa de aumento da inflação e do desemprego

A confiança do consumidor recuou em março deste ano na comparação com o mesmo mês de 2013. No mês passado, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado nesta segunda-feira (31/3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ficou em 108,8 pontos, 4,8% abaixo do registrado em igual período do ano passado. Na comparação com fevereiro, o indicador ficou estável. Os principais motivos para o pessimismo dos consumidores foram a expectativa de aumento da inflação e do desemprego.

 
Em março, os indicadores ficaram, respectivamente, em 95,9 pontos e 113,4 pontos pontos. De acordo com a metodologia usada na pesquisa, o consumidor está mais otimista quando o índice de confiança alcança valor mais alto. No caso dos indicadores relativos à inflação, ao desemprego, à situação financeira e a outras variáveis, números menores revelam maior percentual de respostas pessimistas. Assim, o índice da inflação caiu em relação aos 111,2 pontos de março de 2013. O indicador relativo ao desemprego também recuou, na comparação com os 113,7 pontos no ano passado.

 

Aumentou o pessimismo, também, no indicador de situação financeira do consumidor, que ficou em 107,7 contra 113,4 pontos em março de 2013. Por outro lado, cresceu o número de pessoas que pretendem gastar mais em compras de bens de maior valor. O indicador, que ficou em 115,7 pontos, aumentou tanto em relação a fevereiro, quando estava em 109,6 pontos, quanto em relação a março do ano passado, quando registrou 111,8 pontos.

 

O levantamento, feito pelo Ibope, ouviu 2002 pessoas no período de 14 a 17 de março.

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , ,
Comentar

BRASILEIROS GASTARAM US$ 1,9 BILHÃO EM COMPRAS NO EXTERIOR EM FEVEREIRO

Esse é o maior resultado para meses de fevereiro já registrado pelo BC, superando os gastos do mesmo período de 2013, de US$ 1,862 bilhão

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Tulio Maciel, considera que há sinais de diminuição, mas ainda moderados nos gastos de brasileiros no exterior. Em fevereiro deste ano, essas despesas chegaram a US$ 1,915 bilhão, o maior resultado para o mês, superando os gastos do mesmo período de 2013 (US$ 1,862 bilhão).

 

Já nos dois primeiros meses deste ano, essas despesas somam US$ 4,036 bilhões, com redução de 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 4,162 bilhões). De acordo com Maciel, se for considerada a média diária de gastos, há uma queda de 6% no bimestre.

 

O motivo para essa moderação, segundo Maciel, é a alta do dólar, que estava em R$ 2,03, na média de janeiro e R$ 1,97 em fevereiro do ano passado. A média da cotação do dólar no primeiro bimestre deste ano ficou em R$ 2,38.

 
Segundo Maciel, os gastos no exterior já chegaram a crescer 20% na comparação entre os anos. “Esse crescimento era bastante consistente. Da metade do ano [passado] pra cá, a dinâmica mudou”, disse. Maciel ponderou, entretanto, a aumento da renda dos brasileiros contribui para os gastos no exterior, mesmo com a alta do dólar.

 
Já as receitas de estrangeiros em viagem no Brasil chegaram a US$ 591 milhões, em fevereiro deste ano, contra US$ 624 milhões, em igual período de 2013. De janeiro a fevereiro, as receitas ficaram em US$ 1,234 bilhão, ante US$ 1,321 bilhão nos dois primeiros meses do ano passado.

 
Com os resultados dos gastos de brasileiros e as receitas de estrangeiros, a conta de viagens internacionais fechou o primeiro bimestre negativa em US$ 2,802 bilhões, contra US$ 2,841 bilhões em igual período do ano passado. A previsão do BC é que o déficit na conta de viagens fique em US$ 18,5 bilhões neste ano, ante a previsão anterior de US$ 19 bilhões.
Dados preliminares deste mês mostram que a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 646 milhões, com gastos de brasileiros no exterior em US$ 942 milhões e receitas de estrangeiros no Brasil em US$ 296 milhões.

 

Fonte: Correio Braziliense

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , ,
Comentar

PRAZO PARA RECADASTRAMENTO TERMINA DIA 31; AINDA FALTAM 285 MIL ELEITORES

Aqueles que não comparecerem até o fim do período terá o título cancelado

Falta uma semana para o fim do recadastramento biométrico no Distrito Federal e quase 285 mil pessoas ainda não fizeram a mudança. Para atender a demanda, a Justiça Eleitoral estendeu o horário de funcionamento, e os postos ficaram abertos sábado e domingo, das 8h às 14h. Nesse período, 6,8 mil pessoas renovaram o título de eleitor. O prazo para a regularização é até 31 de março e haverá plantão no próximo fim de semana. De segunda a terça-feira, o horário é das 8h às 18h. Desde o início do mês não é necessário agendamento prévio. Até ontem, 1,7 milhão de eleitores fizeram o procedimento.

 

 

“O eleitor que não comparecer até o fim do período terá o título cancelado. Depois, ele poderá tentar regularizar a situação até por volta de 7 de maio para conseguir votar nessas eleições, mas com certeza terá dificuldade. Ele terá de esperar abrir um novo período, provavelmente em dezembro, para colocar tudo em dia e pagar a multa, cerca de R$ 4 por pleito (se tiver segundo turno, ele paga uma penalidade por cada um), e não terá o direito de justificar. Por isso, nesse meio tempo, o eleitor que não fizer o recadastramento não poderá tirar passaporte, assumir cargo público e, em alguns casos, como os servidores públicos, poderá ter o salário suspenso”, explicou o diretor-geral em exercício do Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF), Juliano Castelo.

 

 
Apesar da proximidade do fim do prazo, nos últimos dias de recadastramento, os postos permanecem vazios. Nesse fim de semana, quem decidiu regularizar o título não encontrou dificuldades. O comerciante Lindolfo Zacarias da Cunha, 68 anos, morador da Asa Sul, deixou para a última hora porque não teve como agendar. “Tentei fazer antes, mas como tinha de marcar, desisti. Mas valeu a pena. Foi bem rápido”, conta. O servidor público Francisco Guerra, 72 anos, também morador da Asa Sul, fez o recadastramento ontem. “Estava viajando e não consegui resolver a situação antes. Aproveitei o plantão. Pesquisei sobre o que deveria levar e realizei o procedimento em dois minutos”, lembrou.

 

Fonte: Correio Braziliense

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , , ,
Comentar

MEC DEFINE REGRAS DO ENADE 2014; PROVA SERÁ DIA 23 DE NOVEMBRO

Portaria do Ministério da Educação publicada nesta segunda-feira (17) no Diário Oficial da União define as regras para o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2014. A prova será aplicada no dia 23 de novembro.

De acordo com a publicação, o exame será aplicado para fins de avaliação de desempenho dos estudantes dos seguintes cursos: sistema de informação; engenharia civil; engenharia elétrica; engenharia de computação; engenharia de controle e automação; engenharia mecânica; engenharia química; engenharia de alimentos; engenharia de produção; engenharia ambiental; engenharia florestal; engenharia; ciência da computação; ciências biológicas; ciências sociais; filosofia; física; geografia; história; letras-português; matemática; química; artes visuais; educação física; letras-português e espanhol; letras-português e inglês; música; pedagogia; análise e desenvolvimento de sistemas; automação industrial; gestão da produção industrial; e redes de computadores.

 

Segundo a portaria, terão de fazer o Enade 2014 os estudantes que tenham iniciado o curso neste ano; os matriculados nos cursos de bacharelado com previsão de término até julho de 2015; e os alunos tecnólogos que vão concluir o curso até dezembro deste ano.

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, vai disponibilizar, até 4 de junho, as diretrizes para a prova.

 

O Enade avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados. O exame é obrigatório para os alunos selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar.

 

Fonte: EBC

 

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.