EASY RIDERS – O CINEMA DA NOVA HOLLYWOOD

A mostra reúne os filmes mais importantes produzidos na renovação do cinema americano, ocorrida entre as décadas de 1960 e 1970. O prolífico período permitiu que muitos jovens diretores conseguissem lugar de destaque no cinema moderno mundial ao apostar em novas linguagens e na quebra de tabus. Veja a programação completa aqui.

 

 

Quando: De 14/01 a 09/02, de quarta a segunda, em horários diversos, conforme programação.

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil – SCES trecho 2 lote 22.

Local: Asa Sul

Preco: R$ 4 (inteira).

Informações: 3108-7600.

 

Fonte: BsbMobile

Categoria: Cult
Tags: , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO “A FOTOGRAFIA CONSTRUINDO OLHARES”

De 13 a 25 de Janeiro terá a Exposição “A Fotografia Construindo Olhares”. Serão apresentados trabalhos de 14 fotógrafos em comemoração ao Dia Nacional da Fotografia, no Shopping Liberty Mall. Confira!

 

 

Data: 13 a 25 de Janeiro

Hora: Segunda a Sábado das 10h às 22h, Domingos e feriados 12h às 20h

Local: Shopping Liberty Mall

 

Sobre a A Fotografia Construindo Olhares

Em parceria com a Escola Brasiliense de Fotografia, o Shopping Liberty Mall abre espaço para os frequentadores do local terem acesso ao universo fotográfico. Nessa mostra, 14 fotógrafos selecionados apresentam seus trabalhos. É uma exposição coletiva dos alunos e ex-alunos da Escola Brasiliense de Fotografia em comemoração ao Dia Nacional da Fotografia.

 

A exposição ficará montada na Praça da Fonte, no piso térreo e é aberta ao público com visitação gratuita. O acervo conta com fotógrafos de 14 a 80 anos de idade, que buscam através das lentes retratar, com suas experiências pessoais, registros eternos.

 

A temática fotográfica vai desde cliques de paisagem, natureza, auto retrato e cliques únicos de gestantes em diversos momentos da gravidez.

 

Não perca essa oportunidade de construir um novo olhar através das imagens.

 

Vernissage da exposição: 13 de Janeiro às 18h

 

Ingressos

Entrada gratuita

*Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio.

 

•••••••••••••••••••••••••

Mais Informações

Telefone: (61) 3042-1235 / 9995-5255

Classificação:  Não informado

 

Fonte: DeBoa Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , ,
Comentar

ALEX FLEMMING – COLAGENS & DESENHOS

Do dia 07 de Novembro a 15 de Janeiro rola a exposição Alex Flemming – Colagens & Desenhos na Galeria Almeida Prado Brasília, confira!

 

 

Data: Abertura: 6/11 / Visitação: 07/11 à 15/01/2015

Hora: Abertura: 19h / Visitação: Terça a Sexta 12h às 20h, Sábado e Domingo 13h às 19h

Local: Galeria Almeida Prado

 

Sobre Alex Flemming – Colagens & Desenhos

 

A Galeria Almeida Prado e o artista Alex Flemming convidam para o coquetel de abertura de sua exposição individual de desenhos e colagens em Brasília.A mostra traz obras de vários períodos de sua carreira, de 1991 ate 2014.Durante o coquetel de abertura, será distribuído o catálogo da exposição contendo fotos e informações de todas as obras.O músico Gabriel Preusse fará uma apresentação de Jazz, em trio de baixo, piano e bateria para os convidados.

 

•••••••••••••••••••••••••

Ingressos

Não informado

*Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio.

 

•••••••••••••••••••••••••

Mais Informações

Telefone: (61) 8145-1545

Classificação: não informado

 

Fonte: Divirta-seMais

Categoria: Cult
Tags: , , , , , ,
Comentar

MAIS PINTURA

Com curadoria de Bruno Miguel e Luiz Ernesto, exposição Mais Pintura exibe o trabalho de onze artistas plásticos. O projeto debate sobre a permanência e necessidade das pinturas em uma sociedade tecnológica.

 

 

Horário: Aberto de segunda a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 14h às 20h.

 

Informações:

Data – 01/12/2014 a 23/01/2015

Categoria: Artes Visuais

Endereço: Espaço Cultural Contemporâneo – ECCO (Shopping Iguatemi)

Entrada: Entrada gratuita

 

Fonte: Divirta-seMais

Categoria: Cult
Tags: , , , , ,
Comentar

FACES INÓBVIAS

O artista plástico e ilustrador, Daniel Búrigo inaugura a exposição Faces Inóbvias no dia cinco de dezembro, no espaço Jolie Nail Spa. Na tendência de aproveitar espaços alternativos para movimentar a cena cultural da cidade, Daniel selecionou pinturas e desenhos que vem produzindo desde 2002 e vai apresentá-las num badalado vernissage animado por dj’s. O trabalho, que será exibido até o dia três de janeiro 2015, revela o olhar muito particular do artista sobre os rostos da moda e autoretratos. Daí o nome Faces Inóbvias, ou seja, retratos que fogem da obviedade dos rostos das capas de revista. A noite será interativa, e os presentes serão convidados a participar da pintura de uma tela feita feita com o produto do dia-a-dia do local: esmaltes de unhas!

 

 

Além das pinturas de modelos e ilustrações, a exposição também traz uma pequena série de auto-retratos. A maioria de seus trabalhos são técnicas mistas sobre tela ou papel, onde grafite, aquarela, guache e acrílica se misturam. O artista trabalha com desenho e pintura de uma forma automática e espontânea, desde a escolha do tema até a execução. Ele parte, na maioria das vezes, do registro de observações cotidianas ou escolhas puramente estéticas, dando, então, continuidade ao trabalho aleatoriamente, permitindo linhas e formas seguirem caminhos não planejados, sugerindo leituras a partir de imagens incompletas e fragmentadas.

 

Faces Inóbvias

Vernissage 5 de dezembro

Visitação até 3 de janeiro de 2015

De segunda à sábado, das 10h às 20

 

Informações:

Data – 05/12/2014 a 03/01/2015

Categoria:Artes Visuais

Endereço:Jolie Nail Spa – 407 Norte, Bloco c, lojas 69/70

Entrada:Entrada Franca

Telefone:(61) 3039-2521

 

Fonte: Divirta-seMais

Categoria: Cult
Tags: , , , ,
Comentar

FARNESE DE ANDRADE – ARQUEOLOGIA EXISTENCIAL

A CAIXA Cultural Brasília apresenta, entre 25 de Novembro de 2014 e 11 da Janeiro de 2015, a exposição “Farnese de Andrade – Arqueologia Existencial”. Não perca!

 

 

Data: Abertura: 25 de novembro / Visitação: 26 de novembro de 2014 a 11 de janeiro de 2015

Hora: Terça a Domingo, das 9h às 21h

Local: Caixa Cultural Brasília – SBS Quadra 4 Lotes 3/4 – Brasília

 

Sobre a Exposição Farnese de Andrade – Arqueologia Existencial

 

A CAIXA Cultural Brasília inaugura  a exposição “Farnese de Andrade – Arqueologia Existencial”. Com curadoria de Marcus de Lontra Costa, a mostra apresenta um conjunto de obras pertencentes a coleções particulares e dos herdeiros do artista, mapeando sua produção ao longo dos anos 1970, 1980 e 1990. A exposição apresenta a linguagem única e singular do artista, de forma a mostrar sua personalidade e trajetória fundida com as fases de sua obra. Com entrada franca e patrocínio da Caixa Econômica Federal, a mostra fica em cartaz até o dia 11 de janeiro de 2015, de terça-feira a domingo, das 9h às 21h.

 

Farnese de Andrade foi um artista múltiplo, cuja produção, vida e arte se enlaçam de maneira inseparável dando origem a uma obra densa, de caráter fortemente autoral. Começou sua carreira como desenhista e gravador e, a partir de 1964, cria objetos ou assemblages com cabeças e corpos de bonecas, santos de gesso e plásticos, todos corroídos pelo mar, coletados nas praias e nos aterros. Passa a comprar materiais como redomas de vidro, armários, oratórios, nichos, caixas e imagens religiosas em lojas de objetos usados, de antiguidades e depósitos de demolição. Utiliza com freqüência velhos retratos de família e postais, e começa a realizar trabalhos com resina de poliéster, sendo considerado um pioneiro da técnica no Brasil.

 

Apontado como dono de uma personalidade difícil e de um trabalho marcadamente auto-biográfico, Farnese revelou nas obras sua densa trajetória pelas memórias de infância, do pai, da mãe, dos irmãos, da sagrada família mineira e de sua fase oceânica, além de um certo aspecto libertário e transgressor, a partir de sua mudança para o Rio de Janeiro.

 

Enclausurado na própria solidão, expressou principalmente o embate dos seus medos, dores, tristezas, rancores, complexos, perdas, depressões, recalques, pânicos, relações, fetiches, libidos, euforias e alguma alegria. A poética de Farnese de Andrade, pautada no inconsciente, contrasta com as de outras tendências do período, como as da arte construtiva e concreta. Construiu assim, uma obra na qual o lirismo oscila do concreto ao abstrato e o bruto consegue ser gentil.

 

SOBRE O ARTISTA

 

Farnese de Andrade (1926-1996):

 

Nascido em Araguary – MG, Farnese entrou em 1945 na Escola do Parque de Belo Horizonte, onde foi aluno de Guignard e contemporâneo de artistas como Amilcar de Castro, Mary Vieira e Mário Siléso. Mudando-se para o Rio de Janeiro em 1948 onde trabalhou como ilustrador para o suplemento literário dos jornais Diário de Notícias, Correio da Manhã e Jornal de Letras, e para as revistas Rio Magazine, Sombra, O Cruzeiro, Revista Branca e Manchete, entre 1950 e 1960. Em 1950 realiza a primeira exposição individual de seus desenhos. Em 1959 começou a freqüentar o ateliê de gravura do MAM RJ, onde estudou gravura em metal com Johnny Friedlaender e Rossini Perez. Produziu gravuras abstratas, trabalhando com formas regulares e cores fortes. Nas matrizes utiliza materiais encontrados nas praias, como pedaços de madeira cheios de sulcos. Em 1965, realiza a série de desenhos Eróticos e inicia os Obsessivos. Bolsista do governo brasileiro, viajou em 1970 para Barcelona. Sua volta em 1975 rendeu frutos e a fama de Farnese fortaleceu a paisagem artística brasileira. Mas não é por seu trabalho na gravura, sempre abstrato, nem como desenhista, sempre figurativo, que ele é, hoje, conhecido e reconhecido, mas pela criação dos objetos chamados BoxForms, cuja matriz explodida e iconoclasta é o Barroco da sua infância. Oratórios, pedaços de madeira de igreja, ex-votos, etc. constituíram, até a sua morte, um mundo estranho, às vezes mórbido e com fortes referências eróticas. Resultado de uma infância secreta, a obra sempre onírica e poética dá força e senso a um trabalho sem igual.

 

•••••••••••••••••••••••••

Ingressos

 

Entrada franca

*Valores dos ingressos sujeitos a alteração sem aviso prévio.

 

•••••••••••••••••••••••••

Mais Informações

 

Telefone: (61) 3206-9448 e (61) 3206-9449

Classificação: Livre

Agendamento de visitas monitoradas e oficinas: (61) 3206-9892

 

Fonte: DeBoa Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO CAYMMI 100 ANOS

Museu Correios Brasilia recebe a Exposição Caymmi 100 anos, em comemoração ao seu centenário, confira!

 

 

Data: 28 de outubro a 04 de janeiro

Hora: 10h as 19h (terça a sexta-feira) e 12h as 18h (sábado, domingo e feriados)

Local: Museu Correios – Setor Comercial Sul, quadra 4, bloco A, n° 256, ed. Apolo, Asa Sul. Brasília/DF.

 

Sobre a Exposição Caymmi 100 anos

 

Exposição comemorativa pelo centenário de Dorival Caymmi

Abertura (28/10):  Estarão presentes Dori,  Danilo e Stella Caymmi, filhos do compositor baiano que estarão cantando e contando histórias sobre seu pai.

•••••••••••••••••••••••••

 

Ingressos

 

Entrada Franca

*Valores dos ingressos sujeitos à alterações sem aviso prévio.

•••••••••••••••••••••••••

Mais Informações

 

Telefone: (61) 3213-5076

Classificação: 12 anos

 

Fonte: DeBoa Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , ,
Comentar

SOBRE A EXPOSIÇÃO MELHOR DE 3

 

Data: Abertura: 05 de Novembro | Visitação: até 30 de Novembro

Hora: Abertura: 20h | Terça a Domingo, de 9h às 18h30h.

Local: Museu Nacional da República (sala 2)

 

Num conjunto de mostras que sempre envolveu três artistas, em sua primeira edição realizada em 1998, na Galeria Parangolé do Espaço Cultural da 508 Sul, o bem humorado título “A MELHOR DE TRÊS – HOMENAGEM A TROIS” reuniu obras de Tomie Otake, Rubem Valentim e Athos Bulcão. Nos anos 2000 e 2001, na Galeria da Casa da Cultura da América Latina (CAL-UnB), realizaram-se duas edições da mostra, de mesma identidade conceitual, que envolveu sempre três distintos participantes: as “MELHORES DE TRÊS – TECNOTRECOS”, com Milton Marques, Miguel Ferreira e Mariana Manhães e “ TRANTEATRALIDADE”, com Gê Orthof e os Irmãos Fernando e Adriano Guimarães.

 

Nesta exposição de 2014 “A MELHOR DE TRÊS”, no Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, Carlos Borges, Gisel Azevedo e Waleska Reuter são os protagonistas do mesmo programa que, independentemente, dos espaços em que se exibiu não teve seu prazo de validade vencido, apesar de mais de uma década e meia de seu lançamento.

 

Sob um conceito de aproximação dos três e do que pode se diversificar em suas produções sobre o termo híbrido, esses artistas apresentam um conjunto inusitado de esculturas, instalações, vídeo instalações e objetos, que se integram para significar a hibridez da projeto. Sob signos da pós modernidade que, aparentemente banais, referem-se a uma permanente cultura Pop na atualidade, como no caso dos objetos ícones de Gisel Azevedo, ou na sugestão subjetiva de um suposto guardião medieval, armado de um simbólico artefato de luta, na instalação de Carlos Borges, ou nas esculturas de gênero de Waleska Reuter, que transitam, entre o trágico e o cômico, numa ampla e aguda visão crítica do diversificado panorama sexual do humano.

 

Com temáticas de abordagens diferentes, o trio dessa última MELHOR DE TRÊS, os atores configuram-se e até podem aproximar-se esteticamente, mas somente na aparência,em suas camadas mais superficiais, pois na profundidade dos conteúdos simbólicos, Borges, Gisel e Waleska, nos dão a perceber nessa inusitada triangulação, direções diferenciadas, que apontam para três campos de reflexão distintos. Muito pela hibridez contida em suas proposições, enfim, podem se misturar para lançar um triplo olhar sobre a arte contemporânea atual e a sociedade em que vivemos.

 

Wagner Barja artista plástico, curador e diretor do Museu Nacional

 

•••••••••••••••••••••••••

 

Ingressos

 

Entrada franca

 

Fonte: DeBoa Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.