CANDIDATOS NÃO SELECIONADOS NO PROUNI PODEM ADERIR À LISTA DE ESPERA

O estudante que for pré-selecionado na primeira opção de curso, mas não foi formada turma, pode integrar a lista de espera para a segunda opção de curso feita na inscrição

Os candidatos que não foram selecionados nas duas chamadas do Programa Universidade para Todos (ProUni) podem aderir à lista de espera nesta segunda-feira (21/7) e amanhã (22/7), para concorrer às bolsas não preenchidas nas chamadas regulares. Para isso, basta acessar a página do ProUni e confirmar a participação.

 

 

Podem integrar a lista para a primeira opção de curso feita na hora da inscrição aqueles que não foram selecionados em nenhuma das chamadas anteriores ou foram pré-selecionados na segunda opção de curso, mas não foram formadas turmas.

 

Candidatos que foram pré-selecionados na primeira opção de curso, mas não foi formada turma, podem integrar a lista de espera para a segunda opção de curso feita na inscrição.

 

Todos os candidatos participantes da lista de espera deverão comparecer, entre os dias 29 e 30 de julho, às respectivas instituições e entregar a documentação para comprovação das informações prestadas na inscrição.

 

O ProUni oferece bolsa de estudo integral ou parcial (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior. O estudante precisa comprovar renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio para a bolsa integral e de até três salários mínimos para a bolsa parcial. Esta edição do programa ofereceu 115.101 bolsas e teve 653.992 inscritos.

 

 

Fonte: Correiobraziliense

Categoria: Em pauta
Tags: , ,
Comentar

PRÊMIO ODEBRECHT PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Inscrições até 06 de outubro

As inscrições para a 7ª edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável estão abertas até 06 de outubro de 2014 e podem ser realizadas pelo hotsite www.premioodebrecht.com/brasil/. Estudantes de cursos de graduação de todo o Brasil podem participar e inscrever seus projetos, sendo que pelo menos um dos integrantes do grupo de autores deve ser aluno dos cursos de engenharia (qualquer engenharia), agronomia ou arquitetura.

 

 

O projeto deverá conter os elementos de uma proposta de engenharia de solução tecnológica ou inovação que se mostre viável em sua execução, ou já com dados de testes ou de aplicação que demonstrem esta viabilidade.

 

A iniciativa tem como objetivo estimular a geração de conhecimento sobre temas relacionados à contribuição das engenharias, arquitetura e agronomia para o desenvolvimento sustentável, além de difundi-los à comunidade acadêmica brasileira e na sociedade.

 

Serão cinco trabalhos premiados com R$ 60 mil reais, sendo que o autor, ou grupo de autores, orientador e instituição de ensino ganham R$ 20 mil reais cada. Os estudantes autores dos projetos classificados também serão convidados a participar de processos seletivos para vagas nos negócios da Organização Odebrecht. Desde sua criação, o Prêmio já contou com mais de 450 projetos inscritos no Brasil e reconheceu um total de 30 trabalhos, concedendo R$ 1,8 milhão em premiações.

 

Na edição passada, o trabalho que conquistou a primeira colocação foi da Universidade Federal Semi-Árido – UFERSA (Mossoró/RN), que abordou o tema Criação de Tilápias com água de reuso após tratamento por osmose reversa. A 6ª edição do prêmio também reconheceu projetos do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas – UDC (Foz do Iguaçu – PR), Instituto Militar de Engenharia – IME (Rio de Janeiro – RJ), Universidade Federal da Bahia – UFBA (Salvador – BA), e Centro Universitário da FEI (São Bernardo do Campo – SP).

 

Para o diretor de sustentabilidade da Odebrecht, Sergio Leão, a Organização encara a inovação como requisito para a mudança rumo ao desenvolvimento sustentável. “A base para esta transformação está na motivação do jovem para pensar fora da caixa”, afirma o executivo. “A Odebrecht quer premiar a criatividade do jovem futuro profissional e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável”, conclui Leão.

 

O Prêmio Odebrecht é uma iniciativa dos negócios da Organização. Além de ser realizado no Brasil, a premiação também é realizada em outros nove países: Angola, Argentina, Estados Unidos, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela, Equador e Colômbia. Nos dez países, foi submetido em 2013 um total de 507 trabalhos.

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , ,
2 Comentários

GOVERNO DIZ QUE 700 MIL TURISTAS VIERAM AO BRASIL

Aeroportos receberam um volume médio diário de 485 mil passageiros no torneio

A Copa no Brasil foi, realmente, do mundo. De acordo com os números apresentados pelo governo federal, no balanço final do Mundial realizado nesta segunda-feira, no Maracanã, quase 700 mil turistas estrangeiros entraram no Brasil no mês de junho, volume 132% superior ao mesmo período no ano passado. A expectativa em abril de 2010 era de 600 mil. Apenas durante a primeira semana da Copa, o setor hoteleiro nas 12 cidades-sedes chegou a 80%, também superando a própria projeção do Governo, que era de 74%. Números que se refletiram também nos aeroportos.

 

 

Os 21 aeroportos utilizados durante a Copa receberam um volume médio diário de 485 mil passageiros, índice superior ao verificado em datas especiais como carnaval e as festas de fim de ano. Além disso, de acordo com os dados apresentados pelo governo federal, o índice médio de atraso nos voos foi de 7,46%. Inferior ao padrão internacional (15%) e europeu (7,6%).

 

Outro ponto comemorado pelas autoridades brasileiras foi o aspecto da mobilidade durante a Copa, um dos pontos de maior preocupação antes do início do torneio. Principalmente em dia de jogos. O aspecto mais ressaltado foi o uso do transporte público, com destaque para o Recife. Na capital pernambucana, 63% do público geral acessou a Arena Pernambuco utilizando o metrô ou BRT nos dias dos jogos. O índice, no entanto, é inferior a outras duas cidades. No Rio de Janeiro, 65% dos torcedores chegaram ao Maracanã via metrô. Já em São Paulo, o recorde, com 80% das pessoas tendo acesso ao Itaquerão por metrô ou trem.

 

Vale lembrar que diferentemente do que acontece em São Lourenço da Mata, as estações do Maracanã e do Itaquerão ficam próximas ao estádio. Além disso, no jogo entre Itália e Costa Rica, muitos torcedores chegaram à Arena Pernambuco com a partida já em andamento, devido a bloqueios da policia rodoviária na BR-232. “O balanço final é que, apesar dos problemas pontuais, não enfrentamos situações que afetaram e comprometeram o sucesso do evento”, afirmou o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes.

 

Estádios
Com relação a operação dos 12 estádios, também não foram registrados maiores problemas. De acordo com Ricardo Trade, diretor-geral do Comitê Organizador Local (COL), apenas na preparação dos gramados foram gastos R$ 6 milhões, pagos pela Fifa e o COL. “Esse legado de infraestrutura. Temos agora 12 arenas modernas. Fica agora o compromisso com os brasileiros de aproveitar tudo isso para o futuro”, destacou. As falhas registradas já foram repassadas ao comitê organizador da Copa da Rússia, que esteve no Brasil durante o Mundial.

 

Vale ressaltar que, das 12 cidades-sedes, Cuiabá, Manaus e Brasília não possuem nenhum clube nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Superesportes

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , ,
Comentar

SENADO DEBATE FLEXIBILIZAÇÃO DO HORÁRIO DE A VOZ DO BRASIL

De acordo com o coordenador do Movimento em Defesa da Preservação da Voz do Brasil, Chico Sant Anna, a flexibilização do horário seria prejudicial justamente às pessoas que têm carência de acesso aos veículos de comunicação em geral

O Conselho de Comunicação Social do Senado debateu nesta segunda-feira (7/7) em audiência pública a possibilidade de flexibilização do horário da A Voz do Brasil, programa de rádio veiculado há mais de 70 anos das 19h às 20h em 7 mil emissoras do país. A Voz do Brasil, produzida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), tem o objetivo de levar informações de interesse público dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário a toda população brasileira, em especial, a cidadãos que moram em áreas mais isoladas e têm dificuldade de acesso a outros meios de informação. Estima-se que, atualmente 22% da população brasileira – 44 milhões de pessoas escutam A Voz do Brasil diariamente.

 

Uma das motivações para o debate desta segunda-feira foi a flexibilização do horário do programa feita pela presidência, por meio de Medida Provisória, devido a Copa do Mundo. Vários jogos do Mundial estavam, e ainda estão, marcados para as 17h – o que prejudica a veiculação da Voz, por muitas emissoras. Por isso, ficou permitido a partir do dia 12 de junho até 13 de julho – período da Copa – que o programa fosse veiculado com uma flexibilização de três horas.

 

Está em trâmite no Congresso um Projeto de Lei (PL 595/2006) para que haja essa possibilidade. O texto foi aprovado pela Câmara e já foi apreciado pelas comissões no Senado, onde aguarda votação em plenário. Uma ação sobre o tema chegou ao Supremo Tribunal Federal, na qual alega que a formação de cadeia nacional para a veiculação da Voz seria inconstitucional, pois feriria a liberdade de expressão pela obrigatoriedade do horário previamente determinado. O processo foi negado pelo Supremo.

 

De acordo com o coordenador do Movimento em Defesa da Preservação da Voz do Brasil, Chico Sant Anna, a flexibilização do horário seria prejudicial justamente às pessoas que têm carência de acesso aos veículos de comunicação em geral, resultando no não cumprimento da função social da mídia. Segundo ele, essa flexibilização seria confusa ao público cativo e geraria uma busca de “gato e rato” pelo programa, sem que os ouvintes soubessem o horário nas diferentes rádios. O resultado, para ele, seria uma audiência casual, com rumo à extinção – a pessoa sintonizaria o rádio e, por acaso, encontraria o programa no ar.

 

 

Para Sant Anna, a mudança de horário também visa abrir uma brecha de grande interesse comercial pelas rádios, por meio da venda de espaço publicitário, por concentrar muitos ouvintes, especialmente os que estão no trânsito.

 

“Nos grandes centros – como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo -, entendo que as informações do programa sejam menos necessárias, pois há acesso a outros meios. O prejudicado é quem está nos rincões, nos sertões do Brasil”, disse Sant Anna, na audiência presidida pelo cardeal Dom Orani Tempesta, presidente do Conselho de Comunicação do Senado.

 

Para o coordenador do Movimento em Defesa da Voz, outro problema relacionado a essa flexibilização se refere a um rompimento de contrato por parte das emissoras, que são concessionárias do poder público.

 

“Ao obter a concessão, as emissoras tinham três contrapartidas – a veiculação do Projeto Minerva [do Ministério da Educação, para a educação à distância de adultos], do horário eleitoral e da Voz do Brasil. O Minerva foi substituído por produtos institucionais e as campanhas fazem parte cada vez menos da programação midiática”, argumentou Sant Anna.

 

Para o diretor da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), Luis Roberto Antonik, não há qualquer intenção em extinguir o programa ou passar a veiculá-lo em horário de baixa audiência.

 

“Muitas pessoas forçam esse entendimento [de que o programa seria veiculado de madrugada, por exemplo. Mas buscamos a flexibilização de apenas três horas, o que geraria até melhorias na audiência para a Voz", informou o diretor, citando pesquisas de opinião que indicam que a audiência das rádios cai de 20% para 2% com o início do programa.

 

Segundo Antonik, o PL em trâmite no Congresso determina que nas rádios comunitárias e educativas o programa continuaria sendo veiculado no mesmo horário. A mudança seria somente para as rádios comerciais, que entendem que há outros interesses - igualmente públicos - que devem ser atendidos no horário da Voz do Brasil; por exemplo, notícias sobre o trânsito."Agora, na Copa, houve a flexibilização por causa do jogos. Cem porcento das emissoras fizeram isso? Não, porque o rádio é um meio segmentado. Há interesses específicos e em horários específicos. Os ouvintes têm preferências diferentes e a adaptação da programação visa servir melhor às pessoas", informou o diretor da Abert.

 

O secretário de Comunicação da Presidência da República, Manoel Messias, informou que a presidência não é contrária a uma possível flexibilização.

 

"Até que haja uma decisão contrária, às 19h entra a Voz do Brasil. Nós temos a garantia da preservação desse horário nessas áreas mais carentes de informação. Somos abertos a esse debate e não nos opomos de qualquer maneira à flexibilização", disse Messias.

 

O membro do Conselho de Comunicação do Senado e do Conselho Curador da EBC, Murilo Ramos, apresentou uma moção na audiência de hoje para a manutenção do horário da Voz do Brasil e pediu que os Senadores firmem seus entendimentos nessa mesma posição como representantes do povo para garantir que a população tenha acesso à informação.

 

"A flexibilização pode ser o início do fim. Há uma impossibilidade de o governo fiscalizar o cumprimento efetivo de todas as emissoras. O poder público não tem esta capacidade. O que parece ser uma coisa teoricamente simples - flexibilizar em três horas - é uma coisa complexa porque não há garantia de que se possa fazer cumprir essa determinação", explicou Ramos.

 

Para o membro do Conselho do Senado, Daniel Slavieiro, o mesmo pode ser argumentado em relação ao horário fixo. "O poder publico tem seu aparto, que pode ser usado para o horário flexibilizado ou fixo", disse.

 

Ele ainda questionou se o contexto da sociedade brasileira é a mesmo de quando o programa foi criado, na década de 1930, e se isso privilegia o direito de escolha do ouvinte e do cidadão.

 

De acordo com a conselheira Maria José de Barros, a fixação do horário não fere a liberdade do ouvinte e se trata de uma determinação feita entre concessionário, as emissoras, e cessionário, o Estado; o que tem de ser respeitado.

 

"Não há restrição de liberdade porque há outras plataformas que podem ser usadas, ainda mais em centros urbanos. Esse produto [a Voz do Brasil] é uma referência e é fundamental que seja mantida a cadeia nacional para a sua veiculação”, defendeu Maria José.

 

Fonte: Correiobraziliense

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , ,
Comentar

APÓS DEZ ANOS, GOOGLE ANUNCIA QUE O ORKUT SERÁ DESATIVADO

As comunidades serão mantidas na rede como uma espécie de arquivo a partir de 30 de setembro

Uma das redes sociais mais populares está com data marcada para acabar. O Google anunciou nesta segunda-feira (30/6) que vai desativar o Orkut em setembro. “Ao longo da última década, YouTube, Blogger e Google+ decolaram, com comunidades surgindo em todos os cantos do mundo. O crescimento dessas comunidades ultrapassou o do Orkut. Por isso, decidimos dizer adeus ao Orkut e concentrar nossas energias e recursos para tornar essas outras plataformas sociais”, informou por meio de nota.

 

Novas contas não poderão ser criadas a partir de hoje, no entanto, os usuários poderão fazer o login para resgatar fotos, scraps e depoimentos e, quem sabe, conferir a sorte do dia e ver como está o seu Buddy Poke.

 

Após o prazo de seis meses, não será possível acessar o endereço www.orkut.com, uma vez que o engenheiro turco Orkut Büyükköktën assumiu o controle do domínio. Quem optar por manter as informações da página será possível migrar para o Google +, rede social ainda em expansão.

 

As comunidades, que fizeram sucesso, como a “Eu odeio acordar cedo”, que reuniu mais de 6 milhões de usuários, serão mantidas na rede como uma espécie de arquivo a partir de 30 de setembro.

 

Fonte:  Correiobraziliense

Categoria: Em pauta
Tags: , , , ,
Comentar

VENCEDORES DA PROMOÇÃO “UM BRINDE DE NEWCASTLE”

Confira os vencedores do sorteio feito pela Assessoria de Relações Acadêmicas Internacionais do UDF para premiar alguns alunos participantes da Palestra “ESTUDE NA INGLATERRA NAS FÉRIAS DE JULHO/2014” realizada no final de maio (dias 24 e 25/05).

 

Emmanuela Marciel Lima Soares  – Ciências Contábeis.

Vinícius Vieira de Sousa – Direito

Thaís Barbosa de Oliveira – Relações Internacionais.

Alexandre Alves de Souza – Direito

 

Parabéns! :D

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , ,
Comentar

CUPCAKES DE PAÇOQUINHA E FUBÁ SÃO DICAS PARA CURTIR AS FESTAS JUNINAS

Doce é opção para fugir dos pratos tradicionais, sem perder o sabor típico.

Em festa junina que se preze, não pode faltar pipoca, pinhão e pé de moleque, mas também vale apostar em pratos diferentes para surpreender a família e os amigos. Para deixar as comemorações ainda mais saborosas, é possível preparar receitas inspiradas nos ingredientes típicos juninos, mas que fujam das opções tradicionais.

 

Donas de uma loja especializada em Cupcakes em Porto Alegre, Dienefer Pucci e Sarah Alberti criaram novas versões para os bolinhos, especialmente para as festas juninas: o Cupcake de Paçoquinha, com recheio de Doce de Leite e cobertura de Creme de Amendoim, e o Cupcake de Fubá, com recheio de Goiabada e cobertura de Marshmallow Queimado.

 

- Nos inspiramos em todas as delícias típicas, resolvemos juntar tudo e fazer os cupcakes. Eles também são decorados com confeitos coloridos, que lembram a alegria das festas juninas – dizem as sócias.

 

Aprenda a preparar o Cupcake de Fubá e se divirta com as festas juninas:

 

 

Cupcake de Fubá
(com recheio de goiabada e cobertura de marshmallow queimado)

 

Ingredientes para a massa:
2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de fubá
3 ovos
100 g de manteiga
400 ml de leite
1 colher de chá de fermento químico

Ingredientes para a cobertura:
4 claras
1 xícara de açúcar
1/3 xícara de açúcar
1/3 xícara de água

 

 

Modo de preparo da massa:
1 – Misturar todos os ingredientes em uma batedeira até a massa ficar homogênea.

 

2 – Colocar em forminhas de cupcakes (encher 3/4 da forma) e colocar em forno pré-aquecido (200ºC) por 30 minutos. Fazer o “teste do palito”, pois o tempo varia conforme o forno utilizado.

 

3- Esperar esfriar, retirar o meio do cupcake com uma faca e rechear com geleia de goiaba.

 

Modo de preparo da cobertura:
1 – Bata as claras em ponto de neve dura e reserve.

 

2 – Prepare uma calda em ponto de bala mole com o açúcar e a água. Retire do fogo a panela.
Acrescente a calda em fio nas claras em neve, sem parar de bater.

 

3 – Siga batendo até obter um marshmallow bem brilhante, só pare de bater quando estiver bem morno, quase frio.

 

Fonte: Rede Globo

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , ,
Comentar

MAQUIADORA DÁ DICAS PARA ‘SELFIE’ PERFEITO; VEJA

Uma pesquisa mostrou que 68% das mulheres usam filtro e editam a foto antes de compartilhar nas redes sociais

O “selfie” é uma tendência nas mídias sociais e isso significa que precisamos estar prontas o tempo inteiro para tirar uma foto do tipo. Nem sempre a pele está bonita e sedosa e, segundo uma pesquisa da Olay, 68% das mulheres sentem que ficam feias em selfies sem o uso de filtros e efeitos de edição de fotos. As informações são do Female First.

 

Deixar a pele bonita é o segredo

Foto: Getty Images

 

 

As mulheres disseram que a mudança mais importante que um filtro faz é esconder imperfeições e rugas, além de ajudar a pele a ficar em um tom mais atraente. Mais da metade da população feminina entrevistada confessou o uso de filtros antes de compartilhar uma imagem.

 

Para garantir um bom selfie, a make-up artist Sarah Jagger disse que o principal é estar com uma pele bonita e, para isso, ela aconselhou evitar o uso de cremes pesados sob a maquiagem. Usar um primer para tirar o brilho na zona T ajuda na hora de tirar a foto. A escolha por um rímel preto é melhor do os coloridos, para contrastar com o branco do olho.

 

Sobrancelhas finas, de acordo com Sarah, envelhecem o olhar. Use iluminador líquido em lugares estratégicos: nas maçãs do rosto e nariz, na parte superior. Use brilho também nos cantos internos dos olhos.

 

Fonte: Portal Terra

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.