412

ESCASSEZ MUNDIAL DE ÁGUA É PIOR DO QUE SE PENSAVA

Pesquisadores usaram um modelo computacional e concluíram que dois terços do mundo enfrentam problemas

NOVA YORK – Cerca de quatro bilhões de pessoas, ou dois terços da população do mundo, enfrentam grave escassez de água durante pelo menos um mês a cada ano, muito mais do que se pensava anteriormente, de acordo com Arjen Y. Hoekstra, professor de gestão da água na Universidade de Twente, na Holanda.

Em um artigo publicado sexta-feira na revista “Science Advances”, o Dr. Hoekstra e seu colega Mesfin M. Mekonnen conceberam um modelo de computador para criar o que eles dizem ser uma imagem mais precisa da escassez de água em todo o mundo. Uma grave escassez de água pode levar à quebra de safras e baixa produtividade das culturas, o que poderia provocar aumentos de preços de alimentos, bem como fome generalizada.

 

Os pesquisadores criaram um modelo computacional para dividir o mundo em quadrículas medindo aproximadamente 3.108km. Eles então analisaram a demanda mensal de água e disponibilidade do precioso líquido em cada grade para determinar o nível de escassez.

 

Uma área experimenta escassez de água grave quando suas fazendas, indústrias e residências consomem o dobro da quantidade de água disponível nessa região.

 

“Isso significa que os níveis de água subterrânea estão caindo, lagos estão secando, menos água está fluindo em rios e fontes de água para a indústria e os agricultores estão ameaçados”, disse Hoekstra em um e-mail.

 

DESIGUALDADES

 

Mas nem todo mundo iria sofrer de forma igual. Nos países mais ricos, uma severa escassez de água poderia significar racionamento de água para rega e jardinagem, enquanto que em países muito pobres que poderia levar a escassez de água potável.

 

Metade dos quatro bilhões de pessoas que experimentam condições de escassez severa de água pelo menos um mês do ano vive na China ou Índia, disse o Dr. Hoeskstra. Dos restantes dois bilhões, a maioria vive principalmente em Bangladesh, Paquistão, Nigéria, México e as partes a oeste e ao sul dos Estados Unidos, como Califórnia, Texas e Flórida.

 

Estudos anteriores haviam estimado que entre 1,7 e 3,1 bilhões de pessoas eram afetadas pela extrema falta de água. Mas de acordo com o Dr. Hoekstra, ou esses estudos usaram medidas que eram demasiado gerais em tamanho, ou usaram médias anuais que não eram tão precisas como os dados mensais.

 

“Escassez de água doce é um grande risco para a economia mundial, afetando quatro bilhões de pessoas diretamente”, disse Hoekstra. “Mas uma vez que as pessoas restantes no mundo recebem parte de seus alimentos das áreas afetadas, o fenômeno nos envolve a todos”.

 

Fonte: O Globo

Categoria: Acontece
Tags: , , , ,
Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.