PRÁTICA COMUM SEGUNDO NOSSO JARDIM

Com curadoria de Juliana Monachesi, essa mostra apresenta esculturas e gravuras do artista Rodrigo Sassi que estabelecem um diálogo entre os moradores e as cidades. Com suas obras criadas a partir do concreto armado, o artista percorre temáticas como arquitetura, arte, processo criativo e sustentabilidade; e, acima de tudo, consolida fortemente sua relação com as ruas e a percepção do concreto como uma possível forma visual de interação entre as pessoas.

 

Data: 27/01/2016 a 27/03/2016

Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h

Local: Galerias Piccola I e II e Jardim das Esculturas

Valor do Ingresso: Entrada franca

 

 

Fonte: Caixa Cultural

Categoria: Cult
Tags: , , , , , ,
Comentar

A SOCIEDADE CAVALIERI

A exposição A Sociedade Cavalieri é uma instalação criada pelo artista Pierre Lapalu e apresentada pelo fictício curador Pierre Menard e que mostra gravuras e desenhos de monstros e seres imaginários. A sociedade secreta inventada por Lapalu teria sido criada por Giovanni Battista de’ Cavalieri, gravador italiano que existiu e viveu de fato entre 1526 e 1597, e teria membros nomes como Rembrandt e Goya. Nessa sociedade, os artistas associados perpetuariam o excêntrico método Cavalieri. Essa mostra, que encerraria dia 3 de janeiro, foi prorrogada até 28 de fevereiro.

 

Data: 11/11/2015 a 28/02/2016Como Chegar

Horário: Terça a domingo, das 9h às 21h

Local: Galeria Vitrine

Valor do Ingresso: Entrada franca

 

Fonte: Caixa Cultural

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO “ALÉM DA PELE” DESEMBARCA NO AEROPORTO DE BRASÍLIA

Mostra fotográfica de mães e filhos com doenças de pele

Depois de passar por cinco terminais aéreos do país é a vez do Aeroporto de Brasília receber a exposição “Além da Pele”. A mostra traz 15 fotografias de crianças e adolescentes com doenças congênitas de pele.

 

A dermatologista Régia Patriota é fotógrafa e responsável pela exibição que está localizada no conector do Píer Norte do Terminal 1, até o dia 17 de janeiro de 2016.

 

Sensibilizada pelo preconceito sofrido por portadores de doenças congênitas diante da sociedade, a médica convidou mães e filhos com psoríase, dermatite atópica, albinismo, epidermólise bolhosa, ictiose e outras doenças de pele para uma sessão de fotos que resultou na exposição.

 

O principal objetivo é levar informação para a sociedade, a fim de mostrar que tais doenças não são contagiosas, e com isso contribuir para o combate ao preconceito.

 

O Aeroporto de Brasília será o último terminal aéreo a receber a mostra, que deverá retornar para São Paulo. Os passageiros de Brasília que forem embarcar, desembarcar ou realizar conexão no Terminal 1 terão a oportunidade de conferir as imagens e se sensibilizar com a causa.

 

A exposição tem patrocínio da GOL Linhas Aéreas, apoio do Instituto GOL, da Infraero, do Instituto Brasileiro de Apoio aos Portadores de Genodermatoses – IBAGEN e da Inframerica, administradora do Aeroporto de Brasília.

 

Serviço

Data: de 02 a 17 de janeiro

Local: Píer Norte do Terminal 1. Aeroporto JK, Brasília-DF

 

Fonte: Jornal de Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , , , ,
Comentar

SENTIDOS DO NASCER

Depois de emocionar quase duas mil pessoas em Ceilândia, a exposição Sentidos do Nascerchega ​chega ​à área central de Brasília​, no ​estacionamento ao lado do Conjunto Nacional, onde permanece até dia 25 de novembro. ​Com entrada franca, ​trata-se de um circuito onde homens e mulheres de todas as idades, incluindo crianças, sentirão na pele como é estar grávida (o). O projeto foi idealizado pela pediatra, epidemiologista e coordenadora da Comissão Perinatal da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte, Sônia Lansky, e pelo professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Bernardo Jefferson de Oliveira.

 

Ao entrar na exposição, os visitantes, homens e mulheres, veem sua barriga crescer por meio de uma tela de realidade virtual. Na sequência, entrarão no Mercado do parto, que faz uma crítica ao tratamento da gestação e parto como um negócio. Com produtos “à venda” e dispostos em gôndolas, os visitantes serão confrontados com o interesse econômico que permeiam o nascimento no Brasil e que leva à massificação da experiência do nascimento que, por essência, é única.

 

Com inspiração na realidade, as mensagens são levadas ao extremo sob uma perspectiva propositadamente bem humorada, para provocar uma reflexão. Um dos produtos, intitulado Parto Programado faz referência aos riscos de o bebê nascer prematuro com o agendamento de cesarianas: “Marque a data do nascimento de seu filho e ganhe uma diária na UTI neonatal”.

 

Outra mercadoria, o Big Brother do Bebê é uma crítica à separação de mãe e filho, prática recorrente nas maternidades brasileiras, com a seguinte mensagem: “Pra quê colo de mãe? Na Maternidade Cirúrgica você e sua família podem descansar em paz enquanto seu filho chora sozinho no nosso berçário”.

 

O terceiro ambiente é o marco da exposição Sentidos do Nascer. O Controvérsias é o espaço para o diálogo entre os sujeitos que comumente opinam e influenciam a decisão da mulher sobre a via de parto: cirúrgica ou vaginal. Com uma linguagem simples e direta, simula o que os casais grávidos costumam ouvir durante a gestação.

 

O filme mostra desde a mãe da gestante, que defende a cesariana marcada por desacreditar na capacidade da mulher em suportar a dor do parto normal, passa pela amiga que viveu a experiência de um parto humanizado em que o protagonismo da mulher foi respeitado, pela doula, por profissionais de diferentes áreas da saúde e chega aos médicos, sendo um a favor da praticidade da cesariana agendada e o outro que acredita na importância de esperar pelo trabalho de parto, que sinaliza que o bebê está pronto para nascer, e defende o parto normal. A fala final é do pediatra que explica os benefícios do parto normal para a saúde do bebê que se estendem, inclusive, na vida adulta. Toda a argumentação do vídeo é fundamentada em evidências científicas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Após o vídeo, o público segue para a experiência sensorial do Nascimento, onde ouvirá sons de batimentos cardíacos e ruídos de água que reproduzem os barulhos internos que a criança ouve quando está no ventre da mãe. Os visitantes simularão a entrada no útero e passarão pelo canal de parto. Ao final, serão recebidos pela imagem de uma mulher de braços abertos.

 

Por último, o público se encontrará no espaço Conversas, uma área de convivência em que será possível aprofundar nos temas abordados na exposição, conversar e trocar experiências. Além de textos que estarão disponíveis em grandes painéis e filmes sobre o nascimento, mediadores poderão esclarecer as dúvidas de cada um e quem quiser poderá deixar um depoimento que será registrado em vídeo. É uma oportunidade para que cada visitante coloque sua voz nesse amplo debate.

 

A mostra tem o objetivo de levantar questionamentos que envolvem a percepção do nascimento e incentivar o parto normal. Em meio a uma epidemia de cesarianas no Brasil, Sentidos do Nascer busca uma mudança cultural que garanta o bem-estar e os direitos da mulher e do bebê nesse momento. Dados do Ministério da Saúde apontam que 57% dos partos realizados no Brasil são cesarianas, sendo que a taxa ideal, segundo a OMS, seria de 15%.

 

​Dica:

Exposição “Sentidos do Nascer”​

​- Até 25 de novembro, de segunda a sábado, das 9h às 18h. Não abre nos feriados

Local: Estacionamento ao lado do Conjunto Nacional​

Entrada franca

​- De 1º a 5 de dezembro, das 9h às 18h, durante a 15ª Conferência Nacional de Saúde

Local: ​Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Classificação indicativa​:​ ​L​ivre

 

Fonte: Dicas da Capital

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO APRESENTA FOTOMONTAGENS PRODUZIDAS POR ATHOS BULCÃO EM 1950

Pouco conhecida, a série é parte do acervo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Pouca gente sabe, mas Athos Bulcão, além de ter trabalhado com técnicas de pintura, desenhos, azulejos, relevos, esculturas e gravuras, flertou com a fotomontagem e o surrealismo, na década de 1950, produzindo inusitadas colagens. Uma mostra com 26 dessas obras integra a exposição Athos em preto e branco, em cartaz na sede da Fundação Athos Bulcão.

 

O método do artista consistia em recortar imagens de revistas da época, colando-as em um fundo comum e fotografando a nova cena composta. Nesse jogo, fazia associações inusitadas entre cabeças, corpos, edifícios, animais e paisagens diversas, em que surgiam imagens fantásticas, combinando rostos de famosos, corpos nus, cavalos e hipopótamos, em espaços tão diversos como um salão de baile, ruas ou plantações.

 

Títulos como A invasão dos marcianos, O susto, Entardecer no Planalto ou A inundação de um sonho reforçam o caráter poético e onírico das fotomontagens.

 

Valéria Cabral, secretária executiva da Fundação Athos Bulcão, ressalta que “a exposição revela uma face menos conhecida do artista, mas, ainda assim, muito importante, pois o entendimento de sua obra requer a consciência das múltiplas faces da trajetória”, comenta.

 

Pouco conhecida, a série de fotomontagens faz parte do acervo do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, que cedeu à Fundação Athos Bulcão o direito de realizar cópias para complementar o acervo da instituição.

 

Athos em preto e branco

Fundação Athos Bulcão (404 Sul, Bl. D, lj. 1). Até 31 de dezembro. De segunda a sexta, das 9h às 18h; e sábado, das 10h às 17h. Escolas e grupos podem agendar visita pelo e-mail fundathos@fundathos.org.br. Entrada franca. Classificação livre.

 

Fonte: Divirta-se Mais

Categoria: Cult
Tags: , , , , ,
Comentar

A ARTE ILUMINADORA DE RONES DUMKE

A exposição registra parte da trajetória do artista plástico, com obras que vão do figurativo ao surrealismo clássico.

Além de trabalhar com o figurativo e com o surrealismo clássico, as 28 obras apresentadas, entre colagens, gravuras e técnicas mistas, também são influenciadas pelo dadaísmo, pelo simbolismo e pelo construtivismo. Rones Dumke recebeu prêmios em seu estado natal, Paraná, entre eles o Prêmio Aquisição Fundação Teatro Guaíra, no 30 º salão Paranaense (1973); o Prêmio Museu de Arte Contemporânea do Paraná – 1ª Mostra do Desenho Brasileiro (1979); o Prêmio da Secretaria da Cultura e do Esporte de melhor artista paranaense, no 37 º Salão Paranaense (1980) e o Prêmio “Sala Especial”, na 2 ª Mostra do Desenho Brasileiro, SECE/MAC (1980).

 

Nascido em Curitiba, em 1949, Rones Tadeu Dumke é autodidata e frequentou o ateliê do artista Carlos Scliar. Aprendeu os primeiros ensinamentos das artes plásticas com o pai, mas, pelo trabalho de mimese (cópia repetitiva de imagens de seu interesse), foi que o artista refinou os traços de seu desenho clássico. Além dos fundamentos da pintura, também estudou literatura e cinema. Destacou-se na geração de jovens artistas que renovou a pintura paranaense na década de 70, e que inclui nomes como Carlos Eduardo Zimmermann, Rubens Esmanhotto, Osmar Chromiec e Bia Wouk. Em 1982, levou suas obras para expor em Ohio e, em 2007, publicou o livro “Clepsidra”, em parceria com o escritor Otávio Duarte. Dumke tem obras em coleções particulares no Brasil, na França, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, além de trabalhos expostos em acervos de museus.

 

Exposição A Arte Iluminadora de Rones Dumke

“Encontro com o artista” – abertura para público e imprensa

Data: 01 de outubro

Hora: 17h30

Local: Galeria de arte do 10º andar do Anexo IV da Câmara dos Deputados – Brasília-DF

Visitação

Período: 30 de setembro a 27 de outubro de 2015

 

Local: Galeria de Arte do 10º andar do Anexo IV – Câmara dos Deputados – Brasília

 

Visitação: 2ª a 6ª, das 9 às 17 horas

 

Fonte: Imprensa Centro Cultural Câmara dos Deputados/SECOM

 

SERVIÇOS

Local: Galeria de Arte do 10 º andar do Anexo IV – Câmara dos Deputados

Endereço: Praça dos Três Poderes – Câmara dos Deputados 10º andar – Anexo IV – Brasília

Telefone do Local: (61) 3216-0000

Data: de 30/09/2015 a 27/10/2015

Ponto(s) de Venda(s):

Entrada franca

Valor dos Ingressos:

Entrada franca

 

Fonte: Brasília Web (com adaptações).

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA GESTO NATURAL RETRATA A BELEZA DAS DORES E ALEGRIAS DO PARTO

De 23 de agosto a 19 de setembro a galeria Olho de Águia, em Taguatinga, recebe a exposição fotográfica Gesto Natural, de Débora Amorim, formada por imagens de mulheres e suas famílias em um dos momentos mais sublimes de suas vidas: o nascimento de um filho. Mulheres que se decidiram pelo parto natural domiciliar. “São belas sequências de imagens desnudando preconceitos e normas para falar da livre condição – do direito a dar à luz nas próprias casas”, revela Valéria Véras, curadora da mostra. Acompanham as fotos os relatos emocionados dessas famílias.

 

Dada a força e importância do tema, a exposição fotográfica integra uma grande programação que inclui lançamento de catálogo, rodas de conversa e exibição de filmes. Apesar da escolha pelo parto natural trazer inúmeros benefícios para a mãe e para a criança, ainda é um desafio para muitas mulheres. No Brasil, chegamos ao número alarmante de 88% de cesáreas em hospitais particulares, enquanto a OMS diz que apenas 10 a 15% dos partos necessitam de intervenção.

 

Diante desse quadro, em 2015, o Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde divulgaram uma série de resoluções para estimular a realização do parto natural na rede privada de saúde e diminuir o número de partos cirúrgicos desnecessárias no país. Uma delas é a ampliação do acesso da gestante à informação. É aí que entra a importância do trabalho de Débora, que o faz com sensibilidade e beleza. “O parto natural e? aquele que respeita a liberdade da mãe escolher como ter o filho, considerando a fisiologia do parto e do corpo da mulher”, lembra a artista.

 

Débora é fotógrafa profissional desde 2000, atuando na área de fotografia de gestantes, partos, cultura e gastronomia, e desde 2010, como doula, dá aconselhamento e assistência a parturientes, antes, durante e depois do parto. Tendo já publicado o livro de fotos “Brasília, uma arquitetura familiar”, a fotógrafa incorpora a vivência com gestantes em sua arte e revela ao público a beleza das mulheres em sua plenitude.

 

Fazem parte da exposição fotos de partos naturais que Débora acompanhou como fotógrafa. Sua experiência como doula conduz o olhar da câmera para revelar ao público os detalhes sensíveis e emocionantes do momento do parto: as dores das contrações, os momentos de espera, o corpo disponível para a chegada da criança, a cumplicidade dos pais e companheiros, e os braços abertos das famílias para recebê-las. Esses partos foram acompanhados por me?dicas obstetras, enfermeiras obstetras ou parteiras tradicionais. Débora, acostumada a olhar Brasília com poesia, registra o nascimento dos novos brasilienses, acolhidos no aconchego dos seus lares.

 

Durante e depois do período da exposição, Débora Amorim coordena rodas de conversa sobre parto natural, com profissionais da área, gestantes, casais e demais pessoas interessada no assunto da gestação, parto e pós-parto. A primeira roda acontece no lançamento do catálogo, que além das fotos da exposição, traz os relatos das famílias retratadas e informações sobre o parto natural, no dia 18/8, às 19h30, no C’est si Bon Creperie e Bistrô, na Asa Norte. Logo depois, no dia 21/8, às 19h, no Balaio Café, acontece o “Parto com Pipoca”, com a projeção de vídeos de parto. Na sequência, acontecem rodas de conversa no Ponto de Cultura Invenção Brasileira em Taguatinga Sul, no Ambulatório do HUB, no espaço Nossa Casa na Asa Norte, na Casa da Cultura do Varjão e no Estúdio Unmaní no Guará I. Todas as atividades são gratuitas

 

Serviço

Data: De 23 de agosto a 19 de setembro

Hora: Visitações de terça a sexta, das 14h às 20h. Sábado, das 17h às 20h.

Local: Galeria Olho de Águia (CNF 1 Edifício Praiamar, Bloco D, Loja 12 , Taguatinga Norte)

Entrada franca

Informações:  www.gestonatural.com.br ou www.facebook.br/gestonatural

Classificação livre

 

Fonte: Jornal de Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , , , ,
Comentar

EXPOSIÇÃO: “A MAGIA DE MIRÓ” – JOAN MIRÓ

A Caixa Cultural Brasília apresenta, entre 1º de julho e 30 de agosto, a exposição A Magia de Miró, o evento conta com 69 obras, entre desenhos e gravuras, e 23 fotografias do grande artista catalão. “Com Miró, a pintura uniu-se ao reino da poesia”. Assim a historiadora Janis Mink define, na biografia que escreveu sobre o artista para a editora alemã Taschen. Não fique de fora dessa, confira!

 

Qual dia?

1º de julho a 30 de agosto de 2015 (terça-feira a domingo)

Qual o horário?

Terça a sábado, de 10h às 20h, e domingo, de 10h as 19h

Onde vai ser?

CAIXA Cultural Brasília – SBS Quadra 4 Lotes 3/4

Quais as atrações?

Exposição “A Magia de Miró”

Qual o valor do ingresso?

Entrada franca

Mais informações:

Telefone: (61) 3206-9448 / 3206-9449

Censura: Livre

 

Fonte: Sou Brasília

Categoria: Cult
Tags: , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.