Meu caro amigo

Postado por

Regina Tavares

Mais posts
em 29/ago/2012 - 11 Comentários

Suas canções atuam como seres caprichosos e autônomos na história da música popular brasileira. Ele já foi exilado de seu país, execrado pela imprensa e exaltado pelos fãs. Estamos falando de Francisco Buarque de Hollanda; o compositor, intérprete e literato Chico Buarque. A máxima “tal pai, tal filho” cabe perfeitamente aqui, afinal Chico é o quarto dos sete filhos do historiador e sociólogo Sérgio Buarque de Hollanda e da pianista amadora Maria Amélia Cesário Alvim.

Como se deve imaginar o envolvimento com a cultura se deu de forma natural e intuitiva, apesar de competir, em pé de igualdade, com o apreço do menino Chico pelo futebol. Já na década de 60, então universitário, inicia sua carreira musical e se encontra com futuros nomes da MPB, como Caetano Veloso. Em 1966, vence o II Festival de Música Popular Brasileira e lança seu primeiro disco. É nesse clima de prosperidade que entra em desalinho, pela primeira de muitas vezes, com o regime militar vigente no país. Suas músicas ganharam repercussão extraordinária diante das artimanhas linguísticas presentes em suas letras; verdadeiros dribles criativos contra a censura imposta aos artistas da época.

Em 1969, inicia autoexílio na Itália e retorna ao Brasil em 70 com a gravação da música Apesar de você; um sucesso consensual. Mas a censura não tardou a lhe bater à porta e os seus discos foram banidos do mercado. Sua personalidade artística inquietante também eclodiu em peças teatrais célebres, filmes memoráveis e obras literárias não tão festejadas pela crítica.

Atitudes contestadoras em relação ao status quo o colocaram como pivô de episódios emblemáticos, como quando rompeu com a Rede Globo, nos anos 70, na preparação do VI Festival Internacional da Canção ou em 1978, quando foi detido pelo regime militar ao retornar de uma viagem à Cuba. Já na redemocratização do país em 1984, foi um dos maiores incentivadores da campanha Diretas Já.

Hoje, em 2012, Chico Buarque festeja os 50 anos de sua carreira como um poeta de seu tempo e sensível conhecedor das desventuras femininas, cantadas em verso e prosa em suas canções. Receba nossos parabéns, meu caro amigo.

Inté!

ASSINE O FEED RSS

Acompanhe nosso blog pelo feed

O BLOG

O objetivo central do veículo é estimular o senso crítico e o poder de reflexão de seus leitores sobre temas que transitam entre conhecimentos científico e de caráter geral.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

TAGS