LUNCHBOX

O Mumbai Dabbawallahs é um serviço de entrega de comida bastante conhecido em Mumbai, na Índia. Um dia, um erro na entrega faz com que uma pacata dona de casa conheça um homem que está na fase final de sua vida. Juntos eles criam um mundo de fantasia a partir de mensagens trocadas através das embalagens usadas pelo Mumbai Dabbawallahs.

 

Elenco: Irrfan Khan, Nimrat Kaur, Nawazuddin Siddiqui, Denzil Smith, Nakul Vaid, Yavshi Puneet Nagar, Lillete Dubey
Direção: Ritesh Batra
Gênero: Drama
Duração: 104 min.
Distribuidora: Imovision
Classificação: 12 Anos

 

Trailer:

 

 

Categoria: Literatura e Filmes
Tags: , , , , , , ,
Comentar

NA AGENDA, A CANTORA BRASILIENSE ELLEN OLÉRIA CONVIDA LENY ANDRADE E KRIS MACIEL PARA O SHOW MULHERES DE ABRIL

DALÍ ESCULTOR

Chega à Galeria Vitrine da Caixa Cultural Brasília (SBS, Q. 4), na quarta-feira, a exposição Salvador Dalí — Esculturas — Surrealismo Tridimensional, que reúne 26 esculturas do pintor espanhol, morto em 1982. Com a curadoria de Francisco Lara Moura, a mostra, com obras da Coleção Clot, é inédita no Brasil e já foi visitada por mais de um milhão e meio de pessoas na Europa. Visitação até 15 de junho, de terça a domingo, das 9h às 21h. Informações: 3206-9449. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

EMBAIXADOR DAS RUAS

Na quinta, véspera de feriado, o Espaço Cultural (ao lado do Minas Brasília Tênis Clube, Setor de Clubes Norte) recebe o rapper paulista Emicida. No repertório, sucessos como A rua é nóis e Triunfo, e músicas do disco mais recente, O glorioso retorno de quem nunca esteve aqui. A noite ainda conta com o som de Don L. e dos DJs A. e Chicco Aquino. Ingressos: R$ 100 (camarote open bar) e R$ 40 (pista); Valores de meia-entrada, 1º lote e sujeitos a alteração. Informações: 8599-1591 e 8431-7475. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

CAPITAL VISTA DO ALTO

Sobrevoando Brasília em um helicóptero, o fotógrafo Bento Viana registrou, pela manhã e à noite, imagens de parques, tesourinhas e outros cenários marcantes da cidade nas diferentes épocas e estações do ano. As fotografias estão na exposição Do céu, Brasília, que começa quarta-feira e vai até 30 abril, no Espaço Gourmet do ParkShopping (Guará). Visitação de segunda a sábado das 10h às 22h; e domingo e feriados, das 12h às 22h. Na abertura, às 19h, haverá o lançamento do livro homônimo à mostra, na livraria Fnac. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

EM BOA COMPANHIA

A cantora brasiliense Ellen Oléria  convida Leny Andrade e Kris Maciel para o show Mulheres de abril, sábado, às 21h, no Teatro Oi Brasília (Complexo Golden Tulip Brasília Alvorada, SHTN, Tc. 1, Cj. 1B, Bl. C). No palco, elas interpretam composições autorais e sucessos do jazz, funk, soul e samba. Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia). Informações: 3424-7121 e no site www.teatrooibrasilia.com.br. Classificação indicativa livre.

 

SHAKESPEARE REVISITADO

A companhia de teatro Grupo Clowns de Shakespeare (RN) volta a encenar o espetáculo Muito barulho por quase nada uma década após a estreia, em comemoração aos 20 anos do grupo. Dirigida por Fernando Yamamoto e Eduardo Moreira, a peça é uma adaptação da obra de Shakespeare e narra os inusitados caminhos do amor. Sessões sexta e sábado, às 20h; e domingo, às 19h, na Caixa Cultural (SBS, Q. 4). Até 4 de maio. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia também para doadores de 1kg de alimento não perecível). Informações: 3206-9448. Não recomendado para menores de 12 anos.

 

MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

O músico brasiliense Fabio Cavanha faz show, terça-feira, no Clube do Choro (Eixo Monumental). O repertório terá músicas autorais e composições de João Donato, o homenageado deste ano. De quarta a sexta, o clube recebe Ademir Junior, que lança o álbum Camaleão. No sábado, o público curte o som do violonista Daniel Jr. Sempre às 21h. Ingressos (cada apresentação): R$ 20 e R$ 10 (meia). Informações: 3224-0599 e pelo site www.clubedochoro.com.br. Não recomendado para menores de 14 anos.

 

ANITTA NO VILLA

A cantora pop anima a noite brasiliense nesta quinta-feira, às 22h, no Villa Mix (SHTN, Tc. 2, Vila Planalto). Meiga e abusada, Show das poderosas e Zen são algumas das músicas do set list que promete contagiar fãs. O show de abertura é com a banda Clima de Montanha. Entrada: R$ 100 (homem) e R$ 70 (mulher), área VIP; e R$ 60 (homem) e R$ 40 (mulher), pista. Valores de meia-entrada, 1º lote e sujeitos a alteração. Informações: 3326-9796. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Categoria: Fique de Olho
Tags: , , , , , , , , , , , ,
Comentar

ÁFRICA E AMÉRICA APRESENTAM TALENTOS DA LITERATURA CONTEMPORÂNEA NA BIENAL

Evento recebe nesta segunda os escritores Valéria Luiselli, Conceição Lima e Antônio Prata

Antônio Prata acredita que o interesse pela literatura brasileira no exterior é reflexo do crescimento econômico do país

Os países latino-americanos e africanos têm rompido fronteiras e cruzado o oceano por meio de uma nova safra de autores. entre eles, Valéria Luiselli, do México, Conceição Lima, de São Tomé e Príncipe, e o brasileiro Antônio Prata. Os três escritores delineiam o cenário da literatura contemporânea Nas Américas e na África e dividirão hoje mesa em seminário na II Bienal Brasil do Livro e da Leitura. Tanto o México, quanto São Tomé e Príncipe e o Brasil foram palco de conflitos, seja pela independência, pela luta contra a repressão ou pela sobrevivência diante dos horrores do narcotráfico. O terreno se mostrou fértil em meio ao caos, no entanto, e a arte floresceu.

 

Antônio Prata acredita que o interesse pela literatura brasileira no exterior é, sobretudo, reflexo do crescimento econômico do país. “Como o Brasil está em voga, as pessoas estão olhando para o país.” O escritor, filho dos também escritores Mário Prata e Marta Goés, colabora em roteiros de novelas brasileiras e, ano passado, lançou o livro de crônicas semi-memorialistas, Nu de botas. “Os meus leitores crescem devagar, conforme vou sendo mais conhecido, também pelo o que escrevo nos jornais. Ainda é uma coisa pequena. Na lista de mais vendidos, os gêneros se misturam. Mas o público para literatura é pequeno. É muito difícil um escritor brasileiro viver de literatura.”

 

Considerada um dos nomes mais importantes da poesia africana contemporânea, Conceição Lima insere memórias e a história de São Tomé e Príncipe à literatura. Dona de um estilo intimista, ela busca imprimir a voz coletiva nos versos que constrói nos livros O Útero da casa, A dolorosa raiz do micondó e O país de Akendenguê. “Confesso que não me sinto muito confortável em falar da minha própria poesia. Atrevo-me a descrevê-la, de forma muito sintética, como uma poesia intimista, lírica, amiúde de contaminação épica, marcada por fluxos da história e na qual a voz do eu-lírico, não raras vezes, se confunde com a voz coletiva”, diz. Para ela, o amálgama entre as identidades do país e das poesias que escreve é movimentado pela germinação de sentidos entre os níveis individual e coletivo: “Há, na minha poesia ou em parte significativa dela, o entrelaçamento entre a narrativa pessoal, íntima, individual e aquilo a que se poderá chamar de narrativa da nação.”

 

Biógrafo de Fernando Pessoa conta como foi contato com familiares do poeta

 

Durante a pesquisa, o biógrafo chegou a 127 heterônimos, mas confessa que os mais importantes eram quatro: Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Alvaro de Campos e Bernardo Soares — além de um destaque especial para para Alexander Search, António Mora, Barão de Teive. “Todos eram Pessoa e o que estava a sua volta. Álvaro de Campos, por exemplo, era de ‘Campos’ por conta de um sósia de Pessoa, Ernesto Campos. Nasceu em Tavira, terra do avô paterno de Pessoa. No dia de nascimento de Virgilio e Kant, duas de suas admirações literárias. Vivia na casa de duas tias velhas, com quem Pessoa vivia. Era engenheiro naval, como o marido da filha de sua tia Anica, que morava num quarto pegado ao dele. Visitou Stratford on Avon, onde era cônsul Eça de Queiroz. Viajou pelo Mediterrâneo ( em ” Opiário ” ) , como Pessoa havia viajado. Mas, diferentemente dele, que vai até Lisboa, desembarca em Marselha. Como Rimbaud. Nada nele era por acaso.”

 

Autorização para biografias

 

Calavcanti não precisou de autorização prévia para publicar a biografia de Fernando Pessoa e conta que o contato com a família do poeta foi amistosa. Ele é contra a exigência de autorização para a publicação de obras biográficas. “O debate, no Brasil, está simplificado. No primeiro mundo, pode. Aqui não deve ser diferente. Ocorre que, por lá, a indenização pode ir longe. 5 milhões de dólares, no case Leonard Ross x New York Times. 34 milhões de dólares, no case Richard Sprague x Philadelphia Inquirer. 232,4 milhões de dólares, Houston Money Managment x Wall Street Journal. Só que, por aqui, indenizações assim são consideradas censuras. Devemos fazer um debate mais informado e amplo.”

 

Três perguntas para José Paulo Cavalcanti

 

O que mudou em sua percepção sobre Fernando Pessoa após a pesquisa?

A dimensão do escritor. No início, de alguma forma, pensei que era um bom escritor, como tantos. No fim, vi que era algo muito especial. Na minha opinião, o maior vulto da literatura portuguesa.

 

Como foi seu contato com os familiares?

Muito bom. Cordialíssimo. Com certas concessões, claro. Por exemplo disse que o avô dos sobrinhos de Pessoa era sapateiro. Era mesmo, apesar de ter irmão rico. Por conta da Lei do Morgadio, que garante a totalidade da herança apenas ao filho mais velho. A família disse que ficou incomodada. Falei sobre as diferenças, com o Brasil. Aqui seria honra, um pai sapateiro ter filhos formados em universidades. Lá, não. Perguntei se poderia trocar sapateiro por ” profissão modesta ” . Eles aceitaram, com enorme satisfação. E colaboraram muito, depois disso.

 

Acha que o mercado editorial do Brasil está se consolidando no que diz respeito à literatura?

Sim. Sem dúvida. Mas continuo entendendo que não há nada mais moderno, revolucionário, democrático e transformador, para o país, que educação popular. Só um povo educado por exercer, em todos os seus limites, a cidadania.

 

II Bienal Brasil do Livro e da Leitura

Debate: As múltiplas faces de Fernando Pessoa. Hoje, às 11h.
2ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura — Esplanada dos Ministérios.
Debate: Biografias: literatura, história e identidade cultural.
Segunda-feira, às 19h. 2ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura — Esplanada dos Ministérios. Serão distribuídas senhas na entrada dos auditórios para as palestras, debates e seminários. Classificação Indicativa Livre

 

Fonte: Correio Braziliense

 

Categoria: UDF pra você
Tags: , , , , , , , , , ,
Comentar

RIO 2

Continuação do sucesso “Rio”, mais uma vez dirigida pelo brasileiro Carlos Saldanha, que contará as novas aventuras da arara azul Blu e sua companheira Jade na cidade do Rio de Janeiro. Desta vez, Blu e Jade têm filhos, um macho e uma fêmea, e esta última tem medo de voar, exatamente como o seu pai… Juntos, a nova família vai se envolver em uma trama em meio à Copa do Mundo de 2014.

 

 

 

 

 

 

Elenco: Jesse Eisenberg; Anne Hathaway; Jemaine Clement; Will.I.Am; Tracy Morgan; George Lopez; Leslie Mann; Rodrigo Santoro
Direção: Carlos Saldanha
Gênero: Infantil
Duração: 102 min.
Distribuidora: Fox Films
Classificação: Livre

 

Trailer:

 

Categoria: Literatura e Filmes
Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Comentar

GREGÓRIO DUVIVIER APRESENTA MONÓLOGO SOBRE UM ESCRITOR EM CRISE

Escrita por João Falcão, o humorista se apresenta na capital com a peça "Uma noite na lua"

SHAKESPEARE PARA CRIANÇAS

Os pais que desejam introduzir os seus pequenos no mundo de Shakespeare podem fazê-lo neste fim de semana, no Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, Tc. 2; 3108-7600). A Cia. Vagalum Tum Tum encena a peça O príncipe da Dinamarca, sábado e domingo, às 16h. O espetáculo é uma adaptação da obra Hamlet, de William Shakespeare, feita especialmente para o público infantojuvenil. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Não recomendado para menores de 6 anos.

 

MONÓLOGO PREMIADO

O ator Gregório Duvivier volta à cidade com o monólogo Uma noite na lua. Escrita por João Falcão, a montagem — ganhadora do prêmio Sharp de melhor texto — narra as inquietações de um escritor em crise criativa e amorosa. Sessões sábado e domingo, sempre às 20h, no Teatro dos Bancários (314/315 Sul, Bl. A; 3262-9090). Ingressos na bilheteria no teatro a R$ 80 e R$ 40 (meia). Informações: 3034-6560. Não recomendado para menores de 12 anos.

 
SUCESSO SERTANEJO

Zezé di Camargo & Luciano fazem única apresentação em Brasília, quinta, às 22h, no Villa Mix (SHTN, Tc. 2). O repertório da turnê Sonhos de amor conta com sucessos da dupla, como No dia em que eu saí de casa e É o amor. Os ingressos custam R$ 150 (homem) e R$ 110 (mulher), área VIP; e R$ 90 (homem) e R$ 70 (mulher), pista; Valores de 1º lote, meia-entrada e sujeitos a alteração. Informações: 3326-9796. Não recomendado para menores de 18 anos.

 
A ORDEM É SAMBA!

Líder da Velha Guarda da Portela, Monarco faz show sexta, às 22h, no Arena Futebol Clube (SCES, Tc. 3), pelo projeto Samba Autêntico. Acompanhado por músicos de Brasília, ele interpreta Passado de glória e Coração em desalinho, entre outros sucessos. Ingressos: R$ 20 (1º lote), R$ 25 (2º lote) e R$ 30 (na hora). Informações: 9982-0123. Não recomendado para menores de 18 anos. Terça, às 20h, o cantor carioca Moyseis Marques agita o público do projeto Samba de Bamba, na Caixa Cultural (SBS, Q. 4; 3206-9448). Ingressos: R$20 e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 12 anos.

 
DA COMÉDIA AO DRAMA

O humorista Paulo Silvino faz estreia nacional da comédia As aventuras do Papaceta, no Teatro Unip (913 Sul), sábado, às 21h, e domingo, às 20h. Em cena, Silvino é o corsário Fidalgo II, que lê para a tripulação e para o público uma das obras mais execradas pelo Santo Ofício da Inquisição. Ingressos: R$ 80 e R$ 40 (meia). Informações: 8144-1514. Não recomendado para menores de 18 anos. Outra opção de espetáculo é Eu vi o sol brilhar em toda a sua glória, no Teatro Oi Brasília (SHTN, Tc. 1; 3424-7121). O monólogo com o ator paulista João Paulo Lorenzon é inspirado no universo do escritor argentino Jorge Luis Borges. Sábado, às 21h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos.

 

CINEMA DE GRAÇA

A partir desta sexta-feira, o Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, Tc. 2; 3108-7600) recebe a 13ª edição da Mostra do Filme Livre (MFL). Até 27 de abril, a MFL exibe mais de 200 títulos nacionais, entre eles, O filho do vizinho, de Alex Vidigal (DF), Faroeste — Um autêntico western, de Wesley Rodrigues (GO), Cidade de Deus— 10 anos depois, de Cavi Borges e Luciano Vidigal (RJ), e Aprendi a jogar com você, de Murilo Salles (RJ). Programação completa e classificações indicativas no site bb.com.br/cultura. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia).

 

Fonte: Divirta-se Mais

 

Categoria: Fique de Olho
Tags: , , , , , , , , , ,
Comentar

BAR DO FERREIRA ESTREIA TEMPORADA DE HUMOR COM STAND UP SEMANAL

A cada segunda e terça, a casa recebe humoristas de diferentes lugares do Brasil

Eduardo Rocha

O Bar do Ferreira, tradicional estabelecimento de Brasília, apresenta um novo projeto. A cada semana os humoristas Edson Duavy e Eduardo Rocha farão as honras da casa e receberão convidados diferentes para sessões de muitas gargalhadas. As apresentações se revezam entre segunda, em Águas Claras; e terça no Pier 21.

 

Para esta semana, a mineira Paloma Santos reservou boas histórias para o público brasiliense. Com mais de cinco anos de carreira no humor, Paloma é uma das fundadoras do grupo Queijo Comédia & Cachaça, que viaja pelo Brasil a fora. A comediante já dividiu o palco com humorista renomados como Tom Cavalcante, Tiririca e Pedro Manso.

 

Já na próxima semana quem comanda as noites do evento é o humorista Paulo Vieira, vencedor do Prêmio Multishow de Humor. Com esquetes sobre temas atuais, Paulo vem conquistado espaço no cenário brasileiro e promete muita discontração para a noite de humor. O couvert é de R$ 20. Não recomendado para menores de 16 anos. Informações: 3024-8834.

 

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , , , , , ,
Comentar

“A CULPA É DAS ESTRELAS”

Livro: A culpa é das estrelas

 

Hazel é uma paciente terminal. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico.
Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

 

Características detalhadas

 

Acabamento: Brochura

Edição: 1 / 2012

Idioma: Português

Número de Paginas: 288

Tradutor: Renata Pettengill

 

Categoria: Literatura e Filmes
Tags: , , , , , , ,
Comentar

GRUPO O RAPPA FAZ APRESENTAÇÃO NA CAPITAL COM A TURNÊ “NUNCA TEM FIM…”

Marcelo Falcão, Alexandre Menezes, Lauro Farias e Marcelo Lobato se apresentam no próximo sábado (5/4)

Veteranos no palco

A banda O Rappa agita o Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade (Parque Sarah Kubitschek), às 21h, do próximo sábado. O show da turnê Nunca tem fim… marca o lançamento do novo CD do quarteto formado por Marcelo Falcão, Alexandre Menezes, Lauro Farias e Marcelo Lobato. A abertura do evento fica por conta da banda pernambucana Mundo Livre S.A. Ingressos: R$ 120 (homem) e R$ 100 (mulher), camarote open bar; R$ 70 (setor palco); R$ 40 (arena). Valores de meia entrada, sujeitos a alteração sem aviso prévio. Informações: 3364-0000. Não recomendado para menores de 16 anos.

 

Despedida hilária

Adiós amigos é o título da última turnê nacional do grupo de comédia Terça Insana. Sob a direção de Grace Gianoukas, os atores apresentam em clima de despedida, os personagens clássicos e inéditos do grupo de comédia paulistano. A últimas chances de rir com os insanos serão sábado e domingo, às 21h, no Teatro dos Bancários (315 Sul; 3262-9090). Ingressos: R$ 70 e R$ 35 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos.

 

Sacola de imagens

Neste sábado, a partir das 15h, o hall do Cine Brasília (106/107 Sul; 3244-1660) será ocupado por compra e troca de fotografias. O Sacolão de imagens apresenta a produção fotográfica brasiliense de experimentações combinadas de diversos temas. Até as 21h, poderão ser conferidas fotografias impressas em zine, postal, cartaz, papel fotográfico, fine-art de Ádon Bicalho, Emília Silbernstein, Felipe Olalquiaga, entre outros. Os projetos coletivos Companhia Rapadura, Conjunto A4 e Corpos Informáticos também participam do evento. Informações: 9163-9125. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

80 anos de Donato

Instrumentistas brasileiros vão se encontrar no Clube do Choro de Brasilia (SDC, Bl. G, Eixo Monumental; próximo a Torre de TV) de quarta a sexta, sempre às 21h, para homenagear João Donato, um dos mais reconhecidos pianistas da música popular brasileira em atividade. De quarta a sexta-feira, quem se apresenta é Carlos Malta. Sábado, é a vez de Sivuquinha. Informações: 3224-0599. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos.

 

Amizade feminina

Dirigido por Enrique Díaz, o espetáculo À primeira vista apresenta os encontros, desencontros e reencontros de duas amigas, interpretadas por Drica Moraes e Mariana Lima. A peça estará em cartaz neste fim de semana, no Espaço Brasil 21 Cultural (SHS, Q. 6; 3039-9296). Sexta e sábado, às 21h; e domingo, às 20h. Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia). Informações: 3034-6560. Não recomendado para menores de 12 anos.

 

 

Fonte: Divirta-se Mais

 

Categoria: Fique de Olho
Tags: , , , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.