PARCERIA ENTRE O UDF E O PMI-DF

O Project Management Institute – PMI (www.pmi.org), fundado em 1969, é uma organização sem fins lucrativos que visa normatizar e desenvolver a gerência de projetos em todo mundo. Sediado na Pennsylvania-USA, possui mais de 240.000 membros distribuídos em 160 países. Suas publicações, padrões de gerenciamento e certificações representam o estado da arte sobre gerenciamento de projetos, com reconhecimento mundial. Cabe ressaltar a estatística que trata da certificação para gerentes de projetos que buscam fazer parte do seleto grupo de membros do PMI-USA. Existe uma estatística que revela a quantidade de PMP´s nos países abaixo:

 

 

- Estados Unidos: 216.395 PMPs, população 314.629.000  um PMP para cada 1.454 habitantes;
- Brasil: 11.947 PMPs, população 193.946.886  um PMP para cada 16.234 habitantes;
- Singapura: 7.666 PMPs, população 5.183.700 um PMP para cada 676 habitantes;
- Argentina: 948 PMPs, população 41.281.631  um PMP para cada 43.546 habitantes;
- Mundo: 482.015 PMPs, população 7,047 bilhões  um PMP para cada 14.620 habitantes;”

 

 

CONCEPÇÃO E SUCESSO DO MBA GESTÃO DE PROJETOS – FOCO PMI

 

O curso de gestão de projetos possui  história de sucesso e inovação que está interligada ao PMI-DF (Project Management Institute).

 

Em 1996 iniciava-se uma parceria que perdura até os dias de hoje. Tudo começou com o Prof Aloysio Vianna, disseminador  da metodologia do PMI-USA trazida para o Brasil, quando, em parceria com o UDF desenvolveram o primeiro curso de gerenciamento de projetos utilizando a metodologia.

 

A partir dessa iniciativa o UDF iniciou o processo de construção do primeiro curso de extensão em gerenciamento de projetos com vistas a disseminação das melhores práticas contempladas no PMbok (livro que compreende as melhores práticas em GP), desenvolvidas pelo PMI-USA. Nesse ínterim, surgia o capítulo (chapter) do PMI-USA, no DF.

 

Em 2003, o UDF lançou o primeiro curso de MBA Gestão de Projetos – Foco PMI com objetivo de proporcionar, aos profissionais ligados a área de gerenciamento de projetos, conhecimentos aprofundados sobre as melhores práticas (metodologia) reunidas no PMbok. Desde então, percebeu-se a evolução dos profissionais atuantes na área de gestão de projetos no que diz respeito ao crescimento profissional e acadêmico. Percebeu-se também, que os egressos das turmas do MBA Gestão de Projetos – Foco PMI,  agregavam conhecimentos  que os ajudavam significativamente no processo de certificação PMP – Professional Management Project. Diante dessa constatação, o Prof Marcelo Cirino, Coordenador do MBA Gestão de Projetos – Foco PMI, visando maior abordagem prática e fortalecimento do  potencial do conteúdo programático, reestruturou o programa incluindo a disciplina de preparação para o exame de certificação PMP. Por esses motivos certamente o MBA Gestão de Projetos – Foco PMI, contribuíra ainda mais para o desenvolvimento profissional e organizacional da comunidade interessada pela gestão eficiente dos projetos.

 

QUEM É O PÚBLICO?

 

profissionais e estudantes interessados pela temática, com objetivo de destacar-se perante ao mercado de trabalho e potencializar sua carreira na gestão de projetos.

 

QUAL A IMPORTÂNCIA DA PARCERIA ENTRE UDF E PMI-DF?

 

Pelo fato do PMI-USA ser referência mundial para profissionais e organizações que buscam melhorias nos processos de gerenciamento de projetos, com vistas a adquirir maior eficiência e eficácia nos empreendimentos.

 

Marcelo Cirino Pereira – Pós-graduado MBA em Gestão de Projetos. Especialista em didática do ensino superior e administração de marketing pelo ICAT/UniDF. Pedagogo – habilitação em coordenação pedagógica. Professor em cursos de pós-graduação.  Atua há mais de 20 anos  na área da pós-graduação – lato-sensu, extensão e capacitação profissional. Coordenador de  cursos  de pós-graduação (lato-sensu) no UniDF/UNICSUL. Gerenciou equipes de professores em projetos de implantação de EAD junto a Eletronorte. Desenvolveu e implementou o “PES – Programas Especiais ”,  no UniDF/ICAT. Atuou na gestão e coordenação de negócios corporativos voltados para a pós-graduação e projetos de capacitação e treinamento junto aos órgãos públicos e empresas privadas, tendo prestado serviços para: TCU, Previdência Social, Eletronorte, Caixa Econômica, ECT, CAESB, SENAI, STF, SESC, Ministério das Comunicações, Turismo etc. Consultor em gestão, planejamento, elaboração e monitoramento de projetos voltados para a pós-graduação e capacitação  profissional. Atua na identificação de necessidades de treinamento, formação e capacitação profissional voltados para setores público e privado.  Autor de diversos projetos de cursos de pós-graduação (lato-sensu) voltados para os setores público e privado. Foi Diretor Adjunto de Educação do no Project Management Institute – PMI/DF. Foi Presidente da Comissão de Avaliação do Prêmio Candango de Pesquisa em Gerenciamento de Projetos – PMI-DF. Autor do Artigo “O impacto de um escritório de projetos em  uma instituição particular de ensino de pós-graduação como instrumento para a melhoria da qualidade dos serviços de coordenação e gestão.” Atualmente sócio-Diretor Administrativo da IMPLANTOMED.

Categoria: Retrato
Tags: , , , , , , , ,
Comentar

PRÊMIO ODEBRECHT PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Inscrições até 06 de outubro

As inscrições para a 7ª edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável estão abertas até 06 de outubro de 2014 e podem ser realizadas pelo hotsite www.premioodebrecht.com/brasil/. Estudantes de cursos de graduação de todo o Brasil podem participar e inscrever seus projetos, sendo que pelo menos um dos integrantes do grupo de autores deve ser aluno dos cursos de engenharia (qualquer engenharia), agronomia ou arquitetura.

 

 

O projeto deverá conter os elementos de uma proposta de engenharia de solução tecnológica ou inovação que se mostre viável em sua execução, ou já com dados de testes ou de aplicação que demonstrem esta viabilidade.

 

A iniciativa tem como objetivo estimular a geração de conhecimento sobre temas relacionados à contribuição das engenharias, arquitetura e agronomia para o desenvolvimento sustentável, além de difundi-los à comunidade acadêmica brasileira e na sociedade.

 

Serão cinco trabalhos premiados com R$ 60 mil reais, sendo que o autor, ou grupo de autores, orientador e instituição de ensino ganham R$ 20 mil reais cada. Os estudantes autores dos projetos classificados também serão convidados a participar de processos seletivos para vagas nos negócios da Organização Odebrecht. Desde sua criação, o Prêmio já contou com mais de 450 projetos inscritos no Brasil e reconheceu um total de 30 trabalhos, concedendo R$ 1,8 milhão em premiações.

 

Na edição passada, o trabalho que conquistou a primeira colocação foi da Universidade Federal Semi-Árido – UFERSA (Mossoró/RN), que abordou o tema Criação de Tilápias com água de reuso após tratamento por osmose reversa. A 6ª edição do prêmio também reconheceu projetos do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas – UDC (Foz do Iguaçu – PR), Instituto Militar de Engenharia – IME (Rio de Janeiro – RJ), Universidade Federal da Bahia – UFBA (Salvador – BA), e Centro Universitário da FEI (São Bernardo do Campo – SP).

 

Para o diretor de sustentabilidade da Odebrecht, Sergio Leão, a Organização encara a inovação como requisito para a mudança rumo ao desenvolvimento sustentável. “A base para esta transformação está na motivação do jovem para pensar fora da caixa”, afirma o executivo. “A Odebrecht quer premiar a criatividade do jovem futuro profissional e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável”, conclui Leão.

 

O Prêmio Odebrecht é uma iniciativa dos negócios da Organização. Além de ser realizado no Brasil, a premiação também é realizada em outros nove países: Angola, Argentina, Estados Unidos, Panamá, Peru, República Dominicana, Venezuela, Equador e Colômbia. Nos dez países, foi submetido em 2013 um total de 507 trabalhos.

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , ,
Comentar

MOSTRA NEVILLE D’ALMEIDA – CRONISTA DA BELEZA E DO CAOS

Mostra exibe filmografia de um dos grandes cineastas brasileiros.

Programação inclui o raríssimo Mangue-Bangue, lançado em 1973, em Nova York, e só recuperado em 2010.

Oportunidade rara de assistir a Jardim de Guerra, em versão original, sem os cortes impostos pela ditadura militar Além das exibições, projeto inclui debate com a participação do cineasta, às 20h do dia 17 de julho.

 

 

PROGRAMAÇÃO

 

2/7 – quarta
18h30 – Cosmo Cápsula (curta) / Jardim de Guerra (16 anos) 90 min
20h30 – Mangue-Bangue (18 anos) 55 min

 

3/7 – quinta
18h30 – Boa Noite Cinderela (curta) / A Dama do Lotação (18 anos) 96 min
20h50 – Os Sete Gatinhos (18 anos) 109 min

 

4/7 – sexta
18h30 – Areias Escaldantes (14 anos) 100 min
20h30 – A Água, A Mulher e O Regador (curta) / Rio Babilônia (18 anos) 109 min

 

5/7 – sábado
18h30 – Acquawater (curta) / Matou a Família e foi ao Cinema (18 anos) 110 min
20h50 – Navalha na Carne (18 anos) 125 min

 

6/7 – domingo
16h30 – Neto Vida Ernesto (curta) / Música para Sempre (14 anos) 90 min
18h30 – Hoje é dia de Rock (14 anos) 54 min

 

7/7 – segunda
18h30 – Verde Moreno (curta) / Planeta Gigóia (curta) / Encontro Amazônico (14 anos) 60 min
20h – Maksuara – Crepúsculo dos deuses (14 anos) 75 min

 

9/7 – quarta
18h30 – Cosmo Cápsula (curta) / Mangue-Bangue (18 anos) 55 min
20h – Jardim de Guerra (16 anos) 90 min

 

10/7 – quinta
18h30 – Boa Noite Cinderela (curta) / Os Sete Gatinhos (18 anos) 109 min
21h – A Dama do Lotação (18 anos) 96 min

 

11/7 – sexta
18h30 – Areias Escaldantes (14 anos) 100 min
20h30 – A Água, A Mulher e O Regador (curta) / Rio Babilônia (18 anos) 109 min

 

12/7 – sábado
21h – Matou a Família e foi ao Cinema (18 anos) 110 min

 

13/7 – domingo
19h – A Voz do Provocador – Parte – Os Artísticos (curta) / Hoje é dia de Rock (14 anos) 54 min
20h30 – Música para Sempre (14 anos) 90 min

 

14/7 – segunda
18h30 – A Voz do Provocador – Parte 2 – O Ouro Roubado (curta) / O Provocador – Internacionalização da Amozônia (curta) / Maksuara – Crepúsculo dos deuses (14 anos) 75 min
20h20 – Encontro Amazônico (14 anos) 60 min

 

16/7 – quarta
18h30 – Cosmo Cápsula (curta) / Jardim de Guerra (16 anos) 90 min
20h30 – Mangue-Bangue (18 anos) 55 min

 

17/7 – quinta
18h – A Água, A Mulher e O Regador (curta) / Rio Babilônia (18 anos) 109 min
20h – Debate com o cineasta Neville D’Almeida, o jornalista José Carlos Vieira e com o curador Mario Abbade.

 

18/7 – sexta
16h – Aquawater, Diário Secreto de Jane Joy: Receita de Sedução, Diário Secreto de Jane Joy: Calcinha / Navalha na Carne
18h30 – Boa Noite Cinderela (curta) / A Dama do Lotação (18 anos) 96 min
20h30 – Os Sete Gatinhos (18 anos) 109 min

 

19/7 – sábado
18h30 – Acquawater (curta) / Matou a Família e foi ao Cinema (18 anos) 110 min
20h50 – Navalha na carne (18 anos) 125 min

 

20/7 – domingo
16h30 – Neville De Bracher (curta) / Guará Ladrão de Estrelas (curta) / Jardim de Guerra (16 anos) 90 min
19h – Mangue-Bangue (18 anos) 55 min

Informações:

 

Data – 02/07/2014 a 20/07/2014

 

Categoria: Mostra de Cinema

Endereço: Cinema do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília

Entrada: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia)

 

 

Fonte: Divirtasemais

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , , ,
Comentar

TRATAMENTO A LASER DIMINUI EXCESSO DE SUOR NAS AXILAS

A enfermeira Bernice Thompson desenvolveu hiperidrose após ser mãe e enfrentou por dois anos constrangimentos por conta do suor exagerado

A enfermeira Bernice Thompson de Cardiff desenvolveu hiperidrose após o nascimento de sua filha, há três anos e meio. Desde então, ela passou a sofrer com o excesso de suor e manchas nas roupas que a deixavam constrangida. O uso de diversas marcas de desodorante foi inútil para o problema de Bernice. Após mais de dois anos sem encontrar uma solução, ela descobriu um tratamento a laser que prometia matar as glândulas sudoríparas nas axilas e mostrou bons resultados. As informações são do Daily Mail.

 

Enfermeira passava constrangimentos no trabalho por ficar com a roupa molhada

 

Bernice fez tratamentos com botox, que deu resultado a curto prazo, mas não resolveu o problema. “Eu me sentia completamente envergonhada sobre como as manchas iriam aparecer em meu jaleco. Eu sabia que os pacientes pensariam que eu estava suja e poderiam até sentir o cheiro”, contou.

 

Com o novo procedimento, porém, ela conseguiu trabalhar sem que uma gota de suor fosse vista em seu uniforme. O problema de hiperidrose nas axilas respondeu bem ao laser e ainda ajudou na diminuição de pelos na região, segundo relatou a enfermeira.

 

O procedimento, que custa cerca de R$ 11 mil,  geralmente dura uma hora e um segundo procedimento é normalmente recomendado cerca de três meses depois para criar resultados permanentes.

 

Fonte: Portal Terra

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , ,
Comentar

GOVERNO DIZ QUE 700 MIL TURISTAS VIERAM AO BRASIL

Aeroportos receberam um volume médio diário de 485 mil passageiros no torneio

A Copa no Brasil foi, realmente, do mundo. De acordo com os números apresentados pelo governo federal, no balanço final do Mundial realizado nesta segunda-feira, no Maracanã, quase 700 mil turistas estrangeiros entraram no Brasil no mês de junho, volume 132% superior ao mesmo período no ano passado. A expectativa em abril de 2010 era de 600 mil. Apenas durante a primeira semana da Copa, o setor hoteleiro nas 12 cidades-sedes chegou a 80%, também superando a própria projeção do Governo, que era de 74%. Números que se refletiram também nos aeroportos.

 

 

Os 21 aeroportos utilizados durante a Copa receberam um volume médio diário de 485 mil passageiros, índice superior ao verificado em datas especiais como carnaval e as festas de fim de ano. Além disso, de acordo com os dados apresentados pelo governo federal, o índice médio de atraso nos voos foi de 7,46%. Inferior ao padrão internacional (15%) e europeu (7,6%).

 

Outro ponto comemorado pelas autoridades brasileiras foi o aspecto da mobilidade durante a Copa, um dos pontos de maior preocupação antes do início do torneio. Principalmente em dia de jogos. O aspecto mais ressaltado foi o uso do transporte público, com destaque para o Recife. Na capital pernambucana, 63% do público geral acessou a Arena Pernambuco utilizando o metrô ou BRT nos dias dos jogos. O índice, no entanto, é inferior a outras duas cidades. No Rio de Janeiro, 65% dos torcedores chegaram ao Maracanã via metrô. Já em São Paulo, o recorde, com 80% das pessoas tendo acesso ao Itaquerão por metrô ou trem.

 

Vale lembrar que diferentemente do que acontece em São Lourenço da Mata, as estações do Maracanã e do Itaquerão ficam próximas ao estádio. Além disso, no jogo entre Itália e Costa Rica, muitos torcedores chegaram à Arena Pernambuco com a partida já em andamento, devido a bloqueios da policia rodoviária na BR-232. “O balanço final é que, apesar dos problemas pontuais, não enfrentamos situações que afetaram e comprometeram o sucesso do evento”, afirmou o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes.

 

Estádios
Com relação a operação dos 12 estádios, também não foram registrados maiores problemas. De acordo com Ricardo Trade, diretor-geral do Comitê Organizador Local (COL), apenas na preparação dos gramados foram gastos R$ 6 milhões, pagos pela Fifa e o COL. “Esse legado de infraestrutura. Temos agora 12 arenas modernas. Fica agora o compromisso com os brasileiros de aproveitar tudo isso para o futuro”, destacou. As falhas registradas já foram repassadas ao comitê organizador da Copa da Rússia, que esteve no Brasil durante o Mundial.

 

Vale ressaltar que, das 12 cidades-sedes, Cuiabá, Manaus e Brasília não possuem nenhum clube nas Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

 

Fonte: Superesportes

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , ,
Comentar

SENADO DEBATE FLEXIBILIZAÇÃO DO HORÁRIO DE A VOZ DO BRASIL

De acordo com o coordenador do Movimento em Defesa da Preservação da Voz do Brasil, Chico Sant Anna, a flexibilização do horário seria prejudicial justamente às pessoas que têm carência de acesso aos veículos de comunicação em geral

O Conselho de Comunicação Social do Senado debateu nesta segunda-feira (7/7) em audiência pública a possibilidade de flexibilização do horário da A Voz do Brasil, programa de rádio veiculado há mais de 70 anos das 19h às 20h em 7 mil emissoras do país. A Voz do Brasil, produzida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), tem o objetivo de levar informações de interesse público dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário a toda população brasileira, em especial, a cidadãos que moram em áreas mais isoladas e têm dificuldade de acesso a outros meios de informação. Estima-se que, atualmente 22% da população brasileira – 44 milhões de pessoas escutam A Voz do Brasil diariamente.

 

Uma das motivações para o debate desta segunda-feira foi a flexibilização do horário do programa feita pela presidência, por meio de Medida Provisória, devido a Copa do Mundo. Vários jogos do Mundial estavam, e ainda estão, marcados para as 17h – o que prejudica a veiculação da Voz, por muitas emissoras. Por isso, ficou permitido a partir do dia 12 de junho até 13 de julho – período da Copa – que o programa fosse veiculado com uma flexibilização de três horas.

 

Está em trâmite no Congresso um Projeto de Lei (PL 595/2006) para que haja essa possibilidade. O texto foi aprovado pela Câmara e já foi apreciado pelas comissões no Senado, onde aguarda votação em plenário. Uma ação sobre o tema chegou ao Supremo Tribunal Federal, na qual alega que a formação de cadeia nacional para a veiculação da Voz seria inconstitucional, pois feriria a liberdade de expressão pela obrigatoriedade do horário previamente determinado. O processo foi negado pelo Supremo.

 

De acordo com o coordenador do Movimento em Defesa da Preservação da Voz do Brasil, Chico Sant Anna, a flexibilização do horário seria prejudicial justamente às pessoas que têm carência de acesso aos veículos de comunicação em geral, resultando no não cumprimento da função social da mídia. Segundo ele, essa flexibilização seria confusa ao público cativo e geraria uma busca de “gato e rato” pelo programa, sem que os ouvintes soubessem o horário nas diferentes rádios. O resultado, para ele, seria uma audiência casual, com rumo à extinção – a pessoa sintonizaria o rádio e, por acaso, encontraria o programa no ar.

 

 

Para Sant Anna, a mudança de horário também visa abrir uma brecha de grande interesse comercial pelas rádios, por meio da venda de espaço publicitário, por concentrar muitos ouvintes, especialmente os que estão no trânsito.

 

“Nos grandes centros – como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo -, entendo que as informações do programa sejam menos necessárias, pois há acesso a outros meios. O prejudicado é quem está nos rincões, nos sertões do Brasil”, disse Sant Anna, na audiência presidida pelo cardeal Dom Orani Tempesta, presidente do Conselho de Comunicação do Senado.

 

Para o coordenador do Movimento em Defesa da Voz, outro problema relacionado a essa flexibilização se refere a um rompimento de contrato por parte das emissoras, que são concessionárias do poder público.

 

“Ao obter a concessão, as emissoras tinham três contrapartidas – a veiculação do Projeto Minerva [do Ministério da Educação, para a educação à distância de adultos], do horário eleitoral e da Voz do Brasil. O Minerva foi substituído por produtos institucionais e as campanhas fazem parte cada vez menos da programação midiática”, argumentou Sant Anna.

 

Para o diretor da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), Luis Roberto Antonik, não há qualquer intenção em extinguir o programa ou passar a veiculá-lo em horário de baixa audiência.

 

“Muitas pessoas forçam esse entendimento [de que o programa seria veiculado de madrugada, por exemplo. Mas buscamos a flexibilização de apenas três horas, o que geraria até melhorias na audiência para a Voz", informou o diretor, citando pesquisas de opinião que indicam que a audiência das rádios cai de 20% para 2% com o início do programa.

 

Segundo Antonik, o PL em trâmite no Congresso determina que nas rádios comunitárias e educativas o programa continuaria sendo veiculado no mesmo horário. A mudança seria somente para as rádios comerciais, que entendem que há outros interesses - igualmente públicos - que devem ser atendidos no horário da Voz do Brasil; por exemplo, notícias sobre o trânsito."Agora, na Copa, houve a flexibilização por causa do jogos. Cem porcento das emissoras fizeram isso? Não, porque o rádio é um meio segmentado. Há interesses específicos e em horários específicos. Os ouvintes têm preferências diferentes e a adaptação da programação visa servir melhor às pessoas", informou o diretor da Abert.

 

O secretário de Comunicação da Presidência da República, Manoel Messias, informou que a presidência não é contrária a uma possível flexibilização.

 

"Até que haja uma decisão contrária, às 19h entra a Voz do Brasil. Nós temos a garantia da preservação desse horário nessas áreas mais carentes de informação. Somos abertos a esse debate e não nos opomos de qualquer maneira à flexibilização", disse Messias.

 

O membro do Conselho de Comunicação do Senado e do Conselho Curador da EBC, Murilo Ramos, apresentou uma moção na audiência de hoje para a manutenção do horário da Voz do Brasil e pediu que os Senadores firmem seus entendimentos nessa mesma posição como representantes do povo para garantir que a população tenha acesso à informação.

 

"A flexibilização pode ser o início do fim. Há uma impossibilidade de o governo fiscalizar o cumprimento efetivo de todas as emissoras. O poder público não tem esta capacidade. O que parece ser uma coisa teoricamente simples - flexibilizar em três horas - é uma coisa complexa porque não há garantia de que se possa fazer cumprir essa determinação", explicou Ramos.

 

Para o membro do Conselho do Senado, Daniel Slavieiro, o mesmo pode ser argumentado em relação ao horário fixo. "O poder publico tem seu aparto, que pode ser usado para o horário flexibilizado ou fixo", disse.

 

Ele ainda questionou se o contexto da sociedade brasileira é a mesmo de quando o programa foi criado, na década de 1930, e se isso privilegia o direito de escolha do ouvinte e do cidadão.

 

De acordo com a conselheira Maria José de Barros, a fixação do horário não fere a liberdade do ouvinte e se trata de uma determinação feita entre concessionário, as emissoras, e cessionário, o Estado; o que tem de ser respeitado.

 

"Não há restrição de liberdade porque há outras plataformas que podem ser usadas, ainda mais em centros urbanos. Esse produto [a Voz do Brasil] é uma referência e é fundamental que seja mantida a cadeia nacional para a sua veiculação”, defendeu Maria José.

 

Fonte: Correiobraziliense

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , ,
Comentar

CONFIRA A AGENDA DA SEMANA

Shakespeare adaptado

 

Adaptação livre do texto Shakespeariano, a peça Trabalhos de amor (quase) perdidos estreia nesta terça-feira uma curta temporada no Teatro Dulcina (Conic), às 20h. Com direção de Valéria Rocha, a história trata de um polêmico decreto firmado pelo prefeito de uma cidade. Mas o próprio político o descumpre após se relacionar com a filha do prefeito rival da cidade vizinha. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

Obra de Ernesto Neto, para a exposição A experiência da Arte – Série Arte para Crianças, no Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB

 

Boas risadas

 

Para os amantes do stand up comedy, a companhia Setebelos realiza nesta terça-feira mais uma edição do Setebelos convida, no Empório Santo Antônio (Pier 21), às 21h. No show, as piadas e o talento nato para improvisação dos integrantes do grupo é complementado com um convidado famoso local ou nacionalmente. Entrada franca. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Quarta

 

Noite do vinil

 

Os diversos gêneros musicais se encontram no gastropub Loca Como Tu Madre (306 Sul), nesta quarta-feira, às 21h. Além do Bolachas Borrachas com uma seleção exclusiva de discos de vinil, a noite conta com o som dos DJs Felipe Romero (foto), Thiago Freitas e Gabriel Hargreaves. Couvert: R$ 5. Não recomendado para menores de 18 anos.

 

QUINTA

 

Somente nacionais

 

A mostra de cinema Brasileiros retoma as atividades no Museu Nacional da República nesta quinta-feira, às 18h. O documentário exibido será De batutas e batucadas, do diretor João Carlos Fontoura. No longa é feito um registro da aproximação musical realizada por Villa-Lobos com os gêneros eruditos e populares do Brasil, no encontro com o maestro Leopold Stokowiski, em 1940. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

 

Conexão BSB-NYC

 

O Jazzy Club (413 Sul) apresenta nesta quinta-feira, às 21h, a noite NYConnection. Com o músico Moisés Alves Quintet como atração, a noite será regada ao melhor do jazz norte-americano entoado pelo talento do trompetista paraibano. Couvert: R$ 30. Não recomendado para menores de 18 anos.
Fonte: Divirtasemais

Categoria: Fique de Olho
Tags: , , , , , ,
1 Comentário

PELA SUPERFÍCIE DAS PÁGINAS

Com obras de 36 artistas brasileiros, a mostra Pela superfície das páginas… discute o livro como objeto de arte.

 

Horário: segunda a sexta, das 9h às 19h; sábado, das 14h às 18

 

Informações

 

Data – 24/06/2014 a 13/08/2014

Endereço: Espaço Cultural Marcantonio Vilaça (SAFS, Q. 4, Ed. Sede do Tribunal de Contas da União)

 

Fonte: Divirtasemais

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.