33,3% DOS CONSUMIDORES USARÃO 13š PARA QUITAR DÍVIDAS

Pesquisa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) indica que 33,3% dos consumidores brasileiros usarão o dinheiro da segunda parcela do décimo terceiro salário para quitar dívidas. De acordo com os números, 27,1% irão guardá-lo. Divulgada hoje (14), a pesquisa foi feita com 1,2 mil pessoas em 72 municípios do país, entre 14 a 28 de novembro.

 

De acordo com a Associação Comercial, esse é o maior porcentual de consumidores cautelosos (60,4%) – somatória daqueles que vão guardar o décimo terceiro ou gastá-lo para pagar dívida – desde 2009, quando a pesquisa começou a ser feita. Em 2014, essa parcela atingiu 50%.

 

“Isso demonstra um crescimento da desconfiança do brasileiro em relação ao atual momento econômico do país. Os resultados também indicam, como já era esperado, que o Natal em 2015 será bastante modesto”, informou, em nota, Alencar Burti, presidente da ACSP.

 

O levantamento mostra que 14,6% dos entrevistados comprarão presentes com o salário extra de fim de ano e 6,3% vão viajar (em 2014 essa parcela era de 9,5%). A opção “comprar roupa nova para as festas de fim de ano” foi citada por 2,1% dos entrevistados (no ano passado essa parcela chegou a 1%). “Reformar a casa” foi lembrado por 1% (em 2014 foram 2,4%).

 

Em 2015 os indecisos somaram 14,6%, ante 16,7% em 2014.

 

Fonte: Agência Brasil

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , ,
1 Comentário

SAIBA O QUE FAZER COM A RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

Consumidor inadimplente deve optar por pagar dívidas com restituição, diz Serasa

De acordo com a Serasa, o principal erro cometido pelo consumidor é utilizar a restituição de maneira desordenada, ampliando suas dívidas

 

Foto: Shutterstock

 

O contribuinte que receber os valores da restituição do imposto de renda, cujo primeiro lote foi pago pela Receita Federal nesta segunda-feira, deve pensar bem em sua situação financeira antes de fazer uso do dinheiro.

 

Segundo Luiz Rabi, economista da Serasa Experian, o melhor uso da restituição depende de o consumidor estar inadimplente ou não. Para ele, quem está endividado deve utilizar a restituição para quitar as dívidas. “Estamos num ambiente de juros elevados. Quem estiver utilizando cheque especial tem que pagar essa dívida o quanto antes, ou mesmo usar o recurso numa negociação para tentar reduzir o endividamento,” disse Rabi.

 

O educador financeiro Reinaldo Domingos, presidente da DSOP Educação Financeira, também aconselha o consumidor a resolver sua situação financeira antes de qualquer outro uso possível do dinheiro.

 

“Quem estiver com financiamentos ou dívidas no cheque especial ou no cartão de crédito deve estabelecer uma estratégia para eliminar o problema. Essas dívidas devem ser as primeiras a serem combatidas, já que as taxas de juros são mais altas do que a lucratividade de qualquer aplicação segura”, afirma Domingos.

 

De acordo com o economista da Serasa, o principal erro cometido pelo consumidor é utilizar a restituição de maneira desordenada, ampliando suas dívidas. “É comum fazer um financiamento porque já se tem o dinheiro da entrada. Neste momento, de juros altos, ampliar o endividamento é um risco grande.”

 

Ele diz isso porque a taxa básica de juros da economia, a Selic, está em 11% ao ano e o Banco Central não deu nenhuma sinalização de que os juros devem cair nos próximos meses.

 

Por outro lado, o consumidor sem dívida pode aproveitar o momento de juros elevados para investir os valores que receber de restituição. “A melhor opção para quem estiver com as contas em dia é aplicar o dinheiro, que vai render mais para a frente. Pode até mesmo esperar para utilizar esse dinheiro junto do décimo terceiro no fim do ano”, afirma Rabi.

 

Fonte: Portal Terra

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , ,
1 Comentário
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.