PROJETO “VEJA O QUE EU VEJO”

Entre o mês de Outubro e Dezembro acontece o Projeto “Veja o que eu Vejo”, que tem como objetivo chamar a atenção da população sobre o crescimento das drogas no país. Confira a programação.

 


 

Sobre

 

Com fotos reproduzidas por crianças e adolescentes que vivem em situações de proximidade com as drogas, o artista plástico Luiz Henrique Costa da Silva lança a exposição “Veja o que eu Vejo”, que tem como objetivo chamar a atenção da população sobre o crescimento do consumo das drogas no país.

 

Financiada pelo Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal (FAC-DF), a exposição retrata os olhares dos estudantes de escolas públicas do DF sobre suas comunidades. Para o curador da exposição, o projeto surpreende. “A comunidade cria estereótipos, rotulando as crianças negativamente, então não espera que um menino que vive os conflitos da proximidade com as drogas e com a violência em geral ainda mantenha a sensibilidade para fotografar uma flor”, descreve.

 

A exposição faz, ainda, um comparativo com os retratos feitos por fotógrafos e outros profissionais que não possuem vínculo com as comunidades em estudo. “O olhar das pessoas que não convivem com aquela realidade é muito mais pesado, as crianças têm uma visão totalmente diferente do ambiente em que elas vivem”, afirma Luiz Henrique.

 

Programação

 

Data: De 8 de Outubro a 20 de Dezembro

Varjão – Centro Social Comunitário Tia Angelina – 08 a 10 de outubro

Brasília – Jardim Zoológico de Brasília – 12 a 19 de outubro

Ceilândia – Estação do Metrô – 20 a 30 de outubro

Brazlândia – Rodoviária – 01 a 03 de novembro

Estrutural – Galpão -04 a 10 de novembro

Planaltina – Rodoviária – 11 a 16 de novembro

Santa Maria – Restaurante Comunitário – 17 a 22 de novembro

São Sebastião – Rodoviária -23 a 30 de novembro

Vila Telebrasília – Centro Comunitário – 01 a 10 de dezembro

Brasília – Rodoviária – 11 a 20 de dezembro

 

Fonte: Deboa

Categoria: Cult
Tags: , , , ,
Comentar

GRUPO MONOBLOCO SE APRESENTA DURANTE O CARNAVAL; CONFIRA OUTRAS OPÇÕES

Os cariocas a bateria do Monobloco se apresentam na cidade no domingo, na AABB. Ingressos a R$ 100 (camarote) e R$ 60 (pista)

O grupo Monobloco esquenta o carnaval brasiliense, domingo, às 21h, na AABB (SCES, Tc. 2, Cj. 17; 3223-0078). A trupe carioca deve tocar sucessos como É hoje, Arrastão da alegria, Anunciação e Do Leme ao Pontal. A balada ainda conta com o som da banda Clima de Montanha e do DJ Tubarão. Ingressos a R$ 100 (camarote) e R$ 60 (pista).

 

 

Valores de meia-entrada e sujeitos a alteração. Informações: 3223-0078; 4141-8007 e 8121-0800. Não recomendado para menores de 16 anos.

 

 

FOTOGRAFIA E CINEMA

 


O diretor de fotografia Walter Carvalho é o homenageado da mostra A Luz (imagem) de Walter Carvalho, que começa nesta terça-feira (25/02), na Caixa Cultural (SBS, Q. 4; 3414-9452). Até 2 de março, serão exibidos mais de 20 títulos, entre eles curtas e longas-metragens, para relembrar os 35 anos de carreira do diretor paraibano. A estreia é com Chega de saudade, de Laís Bodanzky, e Janela da alma, de João Jardim e Walter Carvalho. Entrada: R$ 4 e R$ 2 (meia também para doadores de 1kg de alimento não perecível). Confira programação completa e as classificações indicativas no site.

 

 

BRASÍLIA INSTRUMENTAL

 


De quarta a sexta-feira, o Clube do Choro (SDC, Bl. G, Eixo Monumental) recebe Moisés Alves Quarteto. Acompanhado por Flávio Silva (piano), Pedro Almeida (bateria) e Daniel Castro (contrabaixo), o trompetista paraibano toca temas autorais e do pianista João Donato, homenageado deste ano pelo estabelecimento. Amanhã, a música é com o GTR Jazz Trio, pelo projeto Prata da Casa. Sempre às 21h. Ingressos (para cada apresentação): R$ 20 e R$ 10 (meia). Informações: 3224-0599. Não recomendado para menores de 14 anos.

 

 

Ó ABRE ALAS

 


Engana-se quem pensa que Brasília não tem carnaval. De sábado a terça-feira, a Passarela da Alegria, montada no estacionamento do Ginásio Nilson Nelson, recebe blocos de enredo e escolas de samba do Grupo de Acesso e do Grupo Especial. A partir das 20h, Unidos do Vicente Pires, Gigantes da Colina, Capela Imperial e Bola Preta de Sobradinho (foto), entre outras, garantem a animação. Entrada franca. Classificação indicativa livre. Informações e programação completa no site www.cultura.df.gov.br.

 

 

FOLIA DE TRADIÇÃO

 


Para a turma que faz questão de sair nos blocos tradicionais, a programação no Gran Folia começa sábado, às 17h, com a Baratinha. A partir das 19h, a festa é para os adultos com Pacotão (foto), Meninos da Ceilândia, Baratona, Batucada dos Raparigueiros, Galinho de Brasília e shows de bandas locais. Até terça, Mamãe Taguá e Asé Dudu, entre outros, animam o feriado brasiliense. Tudo com entrada franca.

 

 

Informações e programação completa no site www.cultura.df.gov.br. A Baratinha tem classificação indicativa livre e os demais blocos não são recomendados para menores de 18 anos.

 

 

Íntegra: Divirta-se mais

Categoria: Fique de Olho
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
Comentar

FOTÓGRAFOS CRIAM EXPOSIÇÃO PARA VALORIZAR A CULTURA AUSTRALIANA

As imagens foram feitas por profissionais de diferentes nacionalidades e está em exibição no Liberty Mall Shopping

A praça do Liberty Mall Shopping recebe a exposição Essa é a Austrália, com fotografias que relatam a cultura do país. As imagens exibidas foram criadas por fotógrafos de diferentes lugares do mundo. O objetivo do projeto é valorizar, a partir das 20 imagens que estão em exibição, a natureza e o conceito cultural do povo australiano. Os pontos turísticos, a fauna e flora do país completam a mostra.

 

 

Com entrada franca, o prazo de visitação vai até 26 de janeiro. De segunda a sábado das 10h às 22h, domingo das 14h às 20h. A classificação indicativa livre.

Categoria: Cult
Tags: , , , ,
Comentar

MOSTRA FOTOGRÁFICA RELATA MOMENTOS DE MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

A exposição é gratuita e segue até o próximo mês

A exposição Mulher, por que chora? chegou esta semana ao Terminal Rodoviário Interestadual de Brasília. A mostra faz parte da celebração do Dia Internacional de Luta contra Violência Sobre a Mulher, comemorado em 25 de novembro. Salveci dos Santos, Thiago Cruz e Renato Bispo assinam as imagens que relatam momentos de sofrimentos de mulheres.

 

As fotos estáo expostas no saguão do Terminal, lugar onde passam muitas pessoas todos os dias

 

“O Terminal é um ponto estratégico para a exposição porque muita gente passa horas esperando ônibus. A ideia é sensibilizar as pessoas, mostrar a realidade. Muitas mulheres sofrem esse tipo de violência mas por medo não tomam nenhuma atitude”, afirma Juliana Menezes, uma das coordenadoras do projeto.

As imagens podem estão expostas 24h, até 10 de dezembro no saguão do Terminal Rodoviário Interestadual de Brasília.

 

Íntegra Divirta-se mais

Categoria: Cult
Tags: , , ,
Comentar

AMERICANO FAZ PROJETO DE FOTOS PARA SE APROXIMAR DE FILHO AUTISTA

Ensaio de Timothy Archibald, que registra rituais repetitivos do filho, Elijah, foi lançado em livro.

Da BBC

 

O fotógrafo americano Timothy Archibald realizou um projeto fotográfico com imagens de seu filho Elijah, que tem autismo.

 

Archibald se sentia totalmente desconectado do filho, que tinha cinco anos quando ele começou a fotografá-lo. Muitas vezes ele se questionava sobre a razão da condição de seu filho, se Elijah deveria tomar medicamentos.

 

Devido a esta dificuldade de comunicação com Elijah, Archibald iniciou o projeto Echolilia. O projeto se transformou em um livro com 43 fotos, no qual registra alguns dos rituais repetitivos de Eli, como o fotógrafo chama o filho.

 

O nome do projeto vem da palavra ecolalia, o termo técnico usado para indicar a repetição de sons e frases muito comum entre crianças com autismo, incluindo crianças que podem falar e frequentam escolas regulares, como é o caso de Elijah.

 

Timothy Archibald registra rituais repetitivos do filho, Elijah (Foto: Timothy Archibald)

 

Timothy Archibald registra rituais repetitivos do filho, Elijah (Foto: Timothy Archibald)

 

 

‘No começo, Eli não sabia exatamente do que se tratava’, disse Archibald à BBC. ‘Mas, depois, se transformou no projeto de ambos. Foi como se finalmente tivéssemos algo em comum, juntos. Meu papel como líder mudou. Me transformei em amigo e era isto o que ele precisava naquele momento.’

 

‘As fotos feitas no começo do projeto são mais escuras que as últimas. Demonstram a tensão que se vivia em casa’, acrescentou.

 

O relacionamento entre pai e filho mudou radicalmente.

 

‘O que aconteceu com Eli e eu é que logo conseguimos uma base, uma história compartilhada. É como quando você sofre um acidente de carro e só você e seu amigo sobrevivem, é criado um vínculo, ocorre uma aproximação. Aconteceu isto quando Echolilia nasceu e não existia nenhuma ligação entre nós’, disse o fotógrafo.

 

‘Agora Elijah tem 11 anos, está bem, tem seus interesses pessoais. Estou contente em dizer que este projeto já terminou.’ ‘Meu interesse pela fotografia provocou o nascimento do projeto, mas agora preciso que ele tenha seus próprios interesses. Ele é atraído por beisebol, videogames, como qualquer menino. Cada vez que ele assina um exemplar do livro (todos os livros são autografados por pai e filho), Eli recebe um dólar de recompensa. Por isso, continua fazendo’, disse Archibald.

 

Mais detalhes no site www.timothyarchibald.com/blog

 

Fonte: G1 (Íntegra)

Categoria: Em pauta
Tags: , , ,
1 Comentário

7 OBJETOS QUE GERAM DÚVIDA NA HORA SEPARAR RESÍDUOS PARA RECICLAGEM

1. Vidros

 


Embalagens de vidro e garrafas podem ser encaminhados para reciclagem. No caso de vidro quebrado, não esqueça de protegê-lo com jornal ou caixa e fazer alguma identificação para evitar que alguém se machuque.

 

Espelhos, cerâmicas e louças não são recicláveis e são exemplo comuns de “contaminação” no processo de reciclagem. Como são fundidos juntos, acabam formando pedras no produto final, provocando quebra espontânea do vidro reciclado.

 

2. Marmitex e papel alumínio

 


 

Estão liberados, desde que limpos! Uma lavadinha rápida para tirar resíduos de comida já resolve o problema.

 

3. Plásticos em geral

 


 

Na dúvida, separe. Embalagens como de detergente e produtos de beleza (limpas), tampas plásticas, sacos (de arroz, feijão, pão…), garrafas de refrigerante e água, a parte de fora de canetas esferográficas (a “capinha”) e até capinhas de CD e DVD, que são plástico misto mas podem ser encaminhadas para reciclagem…

 

Alguns objetos como cabos de panela, tomadas, teclados de computador e acrílicos não são recicláveis.

 

4. Fitas adesivas

 


 

Colou e tirou? Vai para o lixo comum. Fita crepe, etiquetas e outros tipos de adesivo não são recicláveis.

 

5. Artigos sujos de comida

 


 

Vão para o lixo comum. Guardanapos e lenços de papel com restos, caixas de papelão com gordura da pizza, copinho sujo de café… nada disso serve no processo de reciclagem.

 

6. Fotografias

 


 

Quer se desfazer do passado? Jogue no lixo comum. Papel celofane e papéis metalizados, parafinados ou plastificados também não são recicláveis. Um bom exemplo são aqueles cartões de visitas brilhantes, com uma fina camada de plástico por cima do papel. Se possível, evite.

 

7. Isopor

 


 

O processo de coleta e reciclagem do material não é tão simples. Como é leve, porém muito volumoso, o transporte acaba sendo caro. Para que seja viável, as quantidades devem ser muito grandes e muitas cooperativas não estão preparadas – por isso, muitas nem se interessam pelo material. O melhor a fazer é evitar embalagens de isopor desnecessárias, como aquelas bandejas prontas de frios e legumes vendidas em supermercados.

 

Óleo de cozinha também é reciclável!

 


 

Muita coisa pode ser feita com ele: fabricação de tintas, sabão, detergentes e biodiesel. Alguns países como Bélgica, Holanda, França, Espanha e Estados Unidos possuem até recomendações oficiais para o descarte correto de óleos e gorduras de frituras.

 

Jogar o óleo usado pela pia entope canos, pode romper redes de coleta, prejudica o funcionamento das estações de tratamento de água, exige uso de produtos químicos altamente tóxicos para limpeza de encanamentos contaminados, compromete o equilíbrio ambiental quando chega a rios e oceano e impermeabiliza solos.

 

Armazene-o em garrafas e procure postos de coleta. Dicas de onde procurar:

 

- O site da Ecóleo (Associação Brasileira para sensibilização, coleta e reciclagem de resíduos de óleo comestível) mostra alguns ecopontos de coleta por todo o Brasil;

- O eCycle pode te ajudar a achar pontos mais próximos, com um mecanismo de busca para descarte de diversos materiais;

- A ONG TREVO, especializada em coleta e reciclagem de resíduos de óleo, disponibiliza uma lista com alguns endereços de postos de coleta em São Paulo;

- O Instituto Akatu tem uma lista nacional de postos de coleta de óleo usado (lembrando que a lista pode ajudar, mas é de 2010. Antes de levar o óleo, vale tentar se informar por telefone).

 

Fontes:
Instituto Akatu
Instituto de Biociências/USP

Imagens: SXC.HU

 

Íntegra Super Interessante

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , , , , , ,
Comentar

LAMBE-SUJOS E CABOCLINHOS

A exposição fotográfica Lambe-sujos e Caboclinhos apresenta quarenta fotografias da tradicional festa que narra o combate teatral entre escravos e índios, na histórica cidade de Laranjeiras – SE, Patrimônio Histórico Nacional.

 

 

O Folguedo é o destaque da tradicional manifestação sócio-cultural e os vitrais dos antigos casarões, exemplares do barroco colonial sergipano.

 

Local: Câmara dos Deputados – Praça dos Três Poderes – Edifício Principal, Térreo – Eixo Monumental –
Data: Segunda a sexta, das 9h às 17h
Preço inteira: Entrada franca
De: 06/11/2012
Até: 29/11/2012

 

Fonte: Íntegra Correio Web

Categoria: Cult
Tags: , , , , , , , ,
Comentar

BELEZA DESPERCEBIDA DO PLANO PILOTO MARCA PROJEÇÃO FOTOGRÁFICA

A beleza que passa despercebida na rotina corrida do brasiliense é o destaque da projeção fotográfica Uma Outra Brasília, de Usha Velasco, em cartaz na Biblioteca Nacional nesta quinta-feira (4/10). A artista resgata a beleza esquecida das paradas de ônibus, calçadas, bancos das entrequadras, bueiros e outros cantos do Plano Piloto.

 

Ao todo, 98 fotos cidade serão projetadas na Biblioteca Nacional de Brasília com poesias de Paulo Leminsk, Ferreira Gullar, Manoel de Barros, TT Catalão, entre outros. Grandes fotógrafos da cidade também vão participar do evento. Entre os convidados estão Susana Dobal e Marcelo Feijó. Os fotógrafos farão a leitura de trechos dos textos que compõe o livro com o mesmo nome da mostra, ainda sem data prevista de publicação.

 

A projeção começa às 18h30 no auditório da Biblioteca Nacional de Brasília. Logo depois começa um bate-papo com a artista. O evento é aberto e gratuito. O acervo não ficará em exposição. Mas uma mostra do mesmo projeto, que reúne 35 fotos da artista Usha Velasco, pode ser conferida no foyer da sala Villa-Lobos, no Teatro Nacional de Brasília.

 

As fotos ficarão expostas até a próxima semana. A entrada também é gratuita. Os dois projetos integram o FestFAC, progama do governo da secretaria de cultura do Distrito Federal.

 

Uma Outra Brasília, projeção fotográfica e palestra

 

Quinta-feira, 4/10
Artista: Usha Velasco
Horário: 18h30
Local: Auditório da Biblioteca Nacional de Brasília
Entrada gratuita

 

Fonte: Íntegra Correio Web

Categoria: Cult
Tags: , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.