TOMAR ÁGUA COM LIMÃO EMAGRECE? TIRE 10 DÚVIDAS SOBRE DIETA

Depois das comilanças das festas de fim de ano, veja o que é mito ou verdade caso queira perder quilos extras

Ponto a Ponto Ideias

 

Cuidar da alimentação para emagrecer ou melhorar a saúde geral do corpo é uma das promessas mais comuns de Ano-Novo. Sejam as metas ambiciosas ou modestas, como eliminar uns 5 kg, ninguém dispensa truques ou receitas que podem ajudar a acelerar esse processo.

 

 

Tomar água com limão, relaxar a dieta uma vez por semana, ingerir água gelada, pular refeições. Saiba o que pode realmente fazer a diferença e o que não passa de mito, de acordo com dicas das nutricionistas Paula Castilho, da empresa Sabor Integral Consultoria em Nutrição; Alessandra Paula Nunes, da Clínica Bem Nutrir; Andrea Santa Rosa, membro da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional; e Andrezza Botelho, de São Paulo, além de pesquisas e livros sobre o tema.

 

Tomar água com limão em jejum ajuda a emagrecer?

 

Sim, mas não é responsável diretamente pela perda de peso. Segundo a nutricionista Gillian McKeith, a bebida ajuda a limpar o intestino, eliminando muco acumulado no órgão. “Um copo de água morna pela manhã. Beba outro copo à noite também”, escreveu no livro Você É o Que Você Come. Um estudo da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, provou que pessoas que consomem vitamina C, substância presente no limão, têm um sistema digestivo mais eficiente e perdem peso mais facilmente do que aqueles que não mantêm dieta rica com a vitamina. O limão ainda ajuda a deixar o pH do sangue mais alcalino, ajudando a eliminação de toxinas.

 

Água gelada emagrece?

 
Pode ser boa aliada. Segundo médicos, ao ingerir algo gelado, o corpo precisa fazer esforço para elevar a temperatura da bebida até 39°C. O consumo de calorias cresce por causa disso. Uma pessoa que toma oito copos de água a cerca de 5°C pode queimar por volta de 200 calorias.

 

Linhaça triturada faz mais efeito numa dieta de emagrecimento?

 
As sementes de linhaça fazem parte do grupo de alimentos conhecidos como termogênicos. O nome faz referência aos que precisam consumir mais calorias para serem digeridos. O processo de aquecer o corpo por meio de alimentos é conhecido como termogênese. Acontece com qualquer tipo de alimento, já que o corpo começa a produzir calor devido ao processo da digestão. Mas alguns potencializam essa ação. Recentemente, os termogênicos começaram a ser tratados como aliados em dietas de emagrecimento, tanto pela aceleração do metabolismo quanto pela capacidade de controlar a quantidade de glicose no organismo, o que ajuda a queimar gordura. Segundo a nutricionista Paula Castilho, da empresa Sabor Integral Consultoria em Nutrição, a linhaça triturada pode ser consumida polvilhada sobre os alimentos ou mesmo misturada a receitas.

 

Posso me liberar da dieta uma vez por semana, conhecido como dia da trapaça?

 
A ideia é que, se você se comportou como deve durante a semana, pode “chutar o pau da barraca” nos fins de semana e, de algum modo, não engordar. “A menos que você tenha um metabolismo muito acelerado, não é assim que a coisa funciona. Se você está seguindo uma dieta estrita e um programa de exercícios físicos, pode esperar perder de meio a 1 kg por semana. Se exagerar nas ‘trapaças’, pode ganhar tudo de volta num fim de semana”, explica o especialista em educação física Michael Matthews, autor do livro Malhar, Secar, Definir – A ciência da musculação.

 

Beber chá-verde após as refeições ajuda a queimar calorias?

 
A bebida ganhou espaço nas dietas ocidentais nos últimos anos por fornecer quantidades importantes de antioxidantes ao organismo. Mas ela pode ajudar a emagrecer também. Segundo dados publicados pelo American Journal of Clinical Nutrition, pode aumentar em até 40% a queima calórica. Ainda ajuda a queimar gordura, devido à combinação de cafeína e flavonoides. E não importa se o chá está quente ou frio. Podem ser consumidas de duas a três xícaras por dia, mas pessoas com dificuldades para dormir devem evitar a ingestão próximo à hora de se deitar.

 

Pimenta ajuda a queimar calorias?

 
Alguns tipos, como a vermelha e a caiena, são ricas em capsaicina, substância que favorece o aumento da quebra de gorduras no tecido adiposo. Ela aumenta em até 20% a atividade metabólica se ingerida na quantidade de 3 gramas por dia, podendo ser adicionada a saladas e pratos quentes como tempero. À medida que são consumidas, aumentam a circulação, aumentando a temperatura corporal. Segundo pesquisa, isso se deve à capsaicina, princípio ativo de algumas pimentas, que pode acelerar a queima calórica em até 25%. Dados da Universidade de Maastricht, na Holanda, ainda apontam que reduzem o apetite e prolongam a sensação de saciedade. O tempero pode ser adicionado no preparo de pratos ou ser polvilhado sobre refeições ou mesmo saladas.

 

Devo cortar carboidratos e comer apenas proteínas?

 
Não. Carboidratos podem ser cortados apenas por curtos períodos de tempo, como cinco ou sete dias. Desse modo, ajudam a conquistar mais resultados em dietas de emagrecimento. Segundo a nutricionista Alessandra Paula Nunes, da Clínica Bem Nutrir, a retirada completa de carboidratos por longos períodos de tempo pode trazer prejuízos ao organismo, uma vez que a ingestão de proteínas e lipídios é aumentada. “Excluir totalmente os carboidratos pode levar à fadiga, irritabilidade, perda de concentração”, explicou. Além disso, uma dieta sem carboidratos favorece a perda da massa magra, o que desacelera o metabolismo. Por outro lado, uma das maneiras mais fáceis de acelerar o metabolismo é consumir proteínas, que pedem que o corpo gaste mais calorias no processo de digestão. Para cada 100 g de proteínas consumidas, o corpo gasta cerca de 75 calorias.

 

Posso apostar em dietas do tipo detox para emagrecer rapidamente?

 
Não. “É para fazer uma verdadeira ‘limpeza’ no organismo”, explica Andrea Santa Rosa, membro da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional. “O objetivo é a transformação de toxinas em substâncias hidrossolúveis para serem eliminadas por meio da urina, bile, suor, fezes e lágrimas. Entre as substâncias estão agrotóxicos, conservantes e aditivos químicos, excesso de medicamentos e poluição do ar. Para atingir esse objetivo, nutricionistas eliminam da dieta grupos alimentares, como o dos alimentos com glúten, laticínios, açúcares e gorduras. Todas essas substâncias causam uma sobrecarga das células hepáticas e intestinais dificultando o processo de biotransformação de toxinas em substâncias hidrossolúveis. Além desses alimentos, produtos de origem animal também são retirados por possuírem uma digestão mais lenta”, afirmou Andrea. Apesar de não ser o emagrecimento o objetivo principal, a eliminação de alguns quilos acaba ocorrendo de maneira natural e muitas mulheres recorrem ao regime para emagrecer de forma mais acelerada. Mas o detox dura entre sete e 10 dias, no máximo, e para emagrecer nesse prazo, conta-se com acompanhamento da nutricionista em todas as etapas.

 

Ingerir sucos durante a refeição engorda?

 
Sim, é preciso levar em consideração as calorias contidas na bebida. Um copo de suco de laranja (200 ml) fornece 140 calorias ao corpo. “Além disso, o líquido dilata o estômago, reduzindo a sensação de saciedade e levando a consumir mais alimentos. Bebidas ainda dificultam a absorção de nutrientes pelo corpo, pois atrapalham a digestão”, explica a nutricionista Andrezza Botelho, de São Paulo.

 

Por que pular refeições não ajuda a emagrecer?

 
Isso faz o corpo acreditar que não está recebendo nutrientes adequados e guardar calorias extras quando entrar a próxima quantidade de comida. O ideal é manter o metabolismo funcionando normalmente, ingerindo seis pequenas refeições durante o dia. E pular o café da manhã é ainda mais prejudicial. Após horas sem comer, o corpo precisa de alimento. Pular a refeição faz com que o corpo tenha a capacidade queimar energia prejudicada e que tente guardar todas as calorias possíveis quando qualquer alimento entrar. E o café da manhã deve ser tomado até após uma hora que a pessoa saiu da cama.

 

Íntegra: Terra

Categoria: Acontece
Tags: , , , , ,
2 Comentários

CIENTISTAS AUSTRALIANOS RELACIONAM PERDA DE MEMÓRIA À INGESTÃO DE “JUNK FOOD”

Um grupo de cientistas da Austrália vinculou a perda de memória com a ingestão da chamada "junk food" após realizar um experimento com ratos que foram submetidos a uma dieta de açúcar e gorduras.

Margaret Morris, chefe da pesquisa realizada pela Universidade de Nova Gales do Sul, afirmou que os ratos com uma dieta pobre mostraram, seis dias após o início dos experimentos, sintomas de perda de memória ao serem submetidos a testes relacionados com a memória espacial.

 

“Os animais evidentemente não estavam obesos após seis dias, mas as mudanças na capacidade cognitiva, como a perda da memória, ocorreram antes de qualquer variação de peso”, declarou Margaret à emissora ABC, e acrescentou que ficou surpresa com a rapidez com que os animais perderam essas faculdades mentais.

 

Os cientistas notaram que os ratos alimentados com uma dieta com alta concentração de gorduras e açúcar tinham uma inflamação na região do hipocampo, a parte do cérebro que está relacionada com a formação e o armazenamento da memória e uma das primeiras regiões afetadas pela mal de Alzheimer.

 

“Ainda é muito cedo para afirmar que existe um vínculo causal entre os dois, mas achamos que provavelmente a inflamação é altamente relevante no declive cognitivo”, comentou a cientista.

 

“É difícil afirmar que o mesmo ocorre com os humanos. Mas existem dados sobre pessoas que se submeteram voluntariamente a testes em que se alimentavam de junk food por cinco dias e que perderam suas funções executivas” apontou Margaret ao citar como exemplo que necessitavam de mais tempo para reagir.

 

Por outro lado, Manny Noakes, especialista em nutrição da Organização para a Pesquisa Industrial e Científica do Commonwealth (CSIRO, sigla em inglês) na Austrália disse à ABC que o estudo traz uma reflexão sobre o impacto da junk food nas pessoas à medida que envelhecem e em torno da conexão entre uma boa dieta e melhoras na memória.

Categoria: Acontece
Tags: , , , , ,
Comentar

COMER EM PRATOS VERMELHOS REDUZ O APETITE, REVELA PESQUISA

Boa notícia às portas das festas de fim de ano, quando costuma-se comer mais do que o usual.

 

Fazer refeições em pratos vermelhos ajuda a reduzir o apetite, ou seja, comer menos.

 

É o que revela uma pesquisa feita por cientistas italianos.

 

O estudo da Universidade de Parma analisou o comportamento de 240 pessoas diante de pratos de diferentes cores.

 

Neles estavam tentações como pipocas e chocolate em pratos vermelhos, azuis e brancos.

 

O estudo descobriu que as pessoas consumiam menos quantidades quando as iguarias eram servidas em recipientes vermelhos.

 

“Mesmo não estando claro qual motivo que faz com que o vermelho nos reduza o apetite, estes resultados vão servir de base para investigações futuras e contribuir para a busca pela explicação certa”, dizem os especialistas Nicola Bruno e Claudio Orleari, que realizaram e coordenaram a pesquisa.

 

Com informações do Boas Notícias.

 

Por via das dúvidas, não custa tentar!

 

Íntegra Só notícia boa

Categoria: Acontece
Tags: , , ,
Comentar

TRÊS SUCOS QUE FAZEM A BARRIGA DESINCHAR: NUTRICIONISTA ENSINA

Se você não curte corridas, pedalar, nem consegue segurar o prazer de comer, uma boa dica pra secar a barriguinha são os chamados sucos termogênicos (chá verde, chá mate, chá de hibisco, pimentas vermelhas, gengibre, e especiarias como açafrão, cominho, canela, mostarda).

 

 

Eles aceleram o metabolismo, auxiliando a perda de peso e queima de gordura.

  • Os ricos em fibras (alimentos integrais, frutas, verduras, legumes) auxiliam a função intestinal e, consequente, a eliminação de toxinas.
  • Os anti-inflamatórios (gengibre, gergelim, sementes de girassol, leite fermentado, farinha de banana verde, alho) previnem o estoque de gordura abdominal.
  • E os que possuem ômega 3 (atum, salmão, sardinha, linhaça, chia, e oleaginosas, como nozes, castanhas, avelãs), pois são ao mesmo tempo antioxidantes, anti-inflamatórios e termogênicos.

 

“Muitas vezes, quando adicionamos alguns dos alimentos citados acima em alguma refeição aleatoriamente, pode haver diminuição da absorção dos mesmos, dependendo do que for consumido junto. Já no suco, há uma potencialização dos efeitos, pelo fato de um único suco reunir uma mistura de todos esses alimentos que auxiliam na redução de gordura abdominal”, afirma a nutricionista Andréa Uzeda.

 

Veja algumas receitas desses sucos e escolha o seu preferido:

 

Morango com água de coco

7 morangos

250 ml de água de coco

1 colher de sobremesa de gengibre ralado

1 colher de sopa de linhaça dourada

Bater os ingredientes no liquidificador e coar.

 

Abacaxi com hortelã e chá verde

4 colheres de sopa de abacaxi em cubos

2 ou 3 folhas de hortelã

250 ml de água de coco

1 colher de sobremesa de chá verde em pó

Bater todos os ingredientes no liquidificador.

 

Melancia com limão e canela

1 fatia de melancia

Suco de 1/2 limão

250 ml de água de coco

1 castanha

1colher de café de canela.

Bater todos os ingredientes no liquidificador.

Depois conta pra gente resultado…

 

Com informações do iTodas.

 

Íntegra Só notícia Boa

Categoria: Acontece
Tags: , , , , , ,
1 Comentário

CÁRTAMO IMPEDE O ARMAZENAMENTO DE GORDURA NO CORPO, MAS EXIGE CUIDADOS

Especialistas alertam que, se ingerido incorretamente, ele pode sobrecarregar o fígado e desencadear o diabetes

Os óleos naturais mostram-se verdadeiros aliados na prevenção de uma série de doenças e ganham destaque principalmente pelas funções de combate ao envelhecimento e à gordura localizada. Para esse último fim, o óleo de coco foi alvo recentemente de uma febre de consumo. Agora, divide as atenções com o de cártamo, novo queridinho de quem quer eliminar os pneuzinhos na barriga.

 

 

Extraído das sementes da planta Carthamus tinctorius, de origem asiática, o óleo de cártamo tem de 60% a 80% de ácido linoleico — mais conhecido como ômega 6. “Essa substância tem a capacidade de inibir uma enzima chamada lipase lipoproteica, que tem como função transferir a gordura presente na corrente sanguínea para o interior das células adiposas. São elas as responsáveis por armazenar a gordura corporal e que compõem o tecido adiposo do corpo humano”, explica a nutricionista Bruna Murta.

 

Quanto mais ativa a lipase estiver no organismo, maior será a quantidade de gordura transportada para dentro das células adiposas. “Bloqueando a ação dessa enzima, a transferência de gordura para o interior das células também fica inibida, o que obriga o corpo a utilizar a gordura acumulada como fonte de energia durante a atividade física, estimulando a lipólise”, observa a nutricionista. O óleo de cártamo também é rico em ácido oleico, o ômega 9, mais um agente importante no processo de emagrecimento. “Ele pode auxiliar no aumento da produção do hormônio GLP 1 no intestino, que promove a saciedade”, diz Murta.

 

Esses benefícios só serão sentidos, porém, se acompanhados de alguns cuidados. Para estimular a lipólise por meio do ômega 6, é preciso promover a betaoxidação, o que faz com que a gordura presente no corpo seja quebrada e, posteriormente, transformada em energia. “Se isso não ocorre, ela será acumulada no fígado, trazendo uma série de prejuízos para o órgão”, alerta a nutricionista funcional Caroline Matos. Por isso, Murta desaconselha o consumo do cártamo por pessoas que têm esteatose hepática, doença caracterizada pelo alto nível de gordura alojada no fígado.

 

Íntegra Correio Web

Categoria: Acontece
Tags: , , , ,
Comentar

REPOUSO, BOA ALIMENTAÇÃO E HIDRATAÇÃO AJUDAM NO TRATAMENTO DA PNEUMONIA

A evolução da doença precisa ser acompanhada de perto por um profissional, alerta o especialista

Durante o tratamento da pneumonia, o repouso, a boa alimentação e a hidratação são fundamentais. De acordo com o pneumologista Flávio Andrade, o repouso serve para que a energia do organismo seja restabelecida para a recuperação do quadro. “Sendo assim, o afastamento do trabalho também pode ser necessário. A hidratação oral é uma das principais armas na recuperação desses quadros, portanto, fundamental”, acrescenta o especialista, que recomenda ainda que a prática de exercícios físicos seja suspensa durante a reabilitação.

 

 

“Além disso, é preciso se preocupar com a higiene nessa fase dos primeiros indícios da doença, ou seja, lavar as mãos, usar álcool em gel, evitar lugares sem ventilação e cobrir a tosse é essencial”, complementa. Andrade ressalta ainda que a existência de doenças crônicas, como a asma, as doenças pulmonares obstrutivas e o diabetes, demanda um cuidado ainda maior durante o tratamento. É preciso que essas enfermidades estejam sob controle para que os sintomas da infecção respiratória não sejam potencializados. “Tenha sempre um médico da sua confiança, disponível e qualificado. A evolução da doença precisa ser acompanhada de perto por um profissional”, alerta o especialista.

 

Íntegra Correio Web

Categoria: Em pauta
Tags: , , , ,
Comentar

GERGELIM: TEM 9 VEZES MAIS CÁLCIO QUE O LEITE

Ao contrário do que todos pensam, as melhores fontes de cálcio estão nos vegetais e não o leite.

O gergelim é a melhor delas, com 975,0 mg de cálcio a cada 100 gr, 9 vezes mais que o leite e acima do TOFU que é o segundo colocado, com 683,0.

O leite de ovelha apresenta 193,4 mg, enquanto o leite comum que tem 119,0 mg.

E não pára por aí.

A semente de gergelim contém grande variedade de princípios nutriticionais como ~52% de lipídos (ou gorduras), basicamente ácidos graxos insaturados, o que proporciona grande eficácia na redução do nível de colesterol no sangue.

 

Leticina

Nesta fração oleosa encontra-se a lecitina, substância que desempenha importante papel adstringente no organismo, além de componente do tecido nervoso.

O gergelim é, juntamente com a soja, o alimento mais rico em lecitina, com fração proteíca (20 %) de alto valor biológico, formada por 15 aminoácidos, com elevada proporção de metionina (aminoácido essencial).

 

Vitaminas

As principais vitaminas: E (tocoferol), B1 ou tiamina (0,1 mg por 100 g) e a B2 ou riboflavina (0,24 mg por 100 g).

Como toda boa semente oleaginosa, o gergelim é rico em minerais e oligoelementos, especialmente cálcio, fósforo, ferro, magnésio, cobre e cromo.

Sua ação de laxante suave é devido a presença de mucilagens que se desenvolvem após sua hidratação prévia em água filtrada.

 

O melhor

Existem três tipos de sementes de gergelim: as de cor branca, marrom e preta.

O gergelim preto é o mais rico em cálcio. É muito eficiente para lavagens vaginais, para prevenir infecções e corrimentos.

O Gergelim deve ser consumido na sua forma integral: cru e com casca.

 

Indicações para o uso do gergelim:

  • Combate: esgotamento nervoso ou mental; o estresse e perda de memória; depressão nervosa, irritabilidade ou desequilíbrio nervoso;
  • Previne o enfarto do miocárdio e a trombose arterial;
  • Tonifica o fígado e os rins; – Umedece os órgãos;
  • Fortalece os tendões e os ossos;
  • Tonifica o estômago e os intestinos;
  • Acalma o Qi do fígado;
  • Clareia a visão;
  • Refresca o sangue;
  • Libera os efeitos tóxicos do calor;
  • Tônico geral, principalmente após hemorragias;
  • Trata deficiências de baço, pâncreas e rins;
  • Fortalece os membros inferiores;
  • Combate dores lombares, de joelhos e reumatismos;
  • Previne impotência sexual e;
  • Evita a queda e branqueamento precoce dos cabelos.

 

E aqui uma receita de Leite de gergelim:

Deixe ½ xícara de gergelim cru mergulhado por 8 horas em 200 ml de água filtrada.

Após 8 horas elimine a água do molho.

Bata no liquidificador o gergelim hidratado (ou germinado) com 200 ml de água filtrada.

Coe num coador de tecido tipo Panela Furada.

 

Fonte: Íntegra Só notícia boa

Categoria: Acontece
Tags: , , , ,
Comentar

PIRÂMIDE ALIMENTAR DO BRASILEIRO É REDESENHADA E INCLUI ARROZ INTEGRAL

A redução da quantidade energética a ser ingerida diariamente e a valorização de produtos regionais estão entre as principais mudanças

Belo Horizonte — Arroz, feijão, carne e salada. O prato presente na mesa de milhões de brasileiros é alardeado por especialistas há anos como uma das mais saudáveis combinações. Ainda assim, a população só engorda. Para resgatar a importância da boa alimentação, a pirâmide alimentar adaptada à população brasileira foi redesenhada. O novo formato proposto pelo Ministério da Saúde e pela nutricionista Sônia Tucunduva Philippi, que criou o formato antigo, de 1999, mantém a disposição dos grupos de nutrientes e inclui alimentos como o arroz integral, as folhas verde-escuras e a castanha-do-pará.

 

(imagem: buscasaude.com.br)

 

Seguindo recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o valor energético da dieta foi reduzido de 2.500kcal para 2.000kcal por dia. Na pirâmide atual, apresentada em junho, os alimentos estão distribuídos em oito grupos e em quatro níveis, de acordo com o nutriente que mais se destaca (veja ao lado). Para cada grupo, são estabelecidos valores energéticos, fixados em função da dieta e da quantidade dos alimentos, permitindo estabelecer os equivalentes em energia (kcal). A alimentação indicada deve ser composta por quatro a seis refeições diárias, distribuídas em três principais (café da manhã, almoço e jantar), com 15% a 35% das recomendações diárias de energia; e em até três lanches intermediários (manhã, tarde e noite), com 5% a 15% das recomendações diárias de energia.

 

De acordo com Philippi, na mudança, houve uma preocupação em destacar os alimentos integrais e regionais, fazendo com que eles passem a ser mais bem aproveitados. “Como o hábito regional não muda rapidamente, o esforço é resgatar o bom hábito alimentar. É preciso valorizá-lo a todo momento e torná-lo mais próximo. Então, valorizam-se, por exemplo, as frutas do Nordeste; o maior consumo de leite, iogurte e queijo nas regiões que têm problema de cálcio entre os habitantes; ou sugere-se o consumo dos doces de Minas Gerais em menor quantidade”, exemplifica.

 

 

Fonte: Correio Web (Íntegra)

Categoria: Em pauta
Tags: , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.