CONFIANÇA DE SERVIÇOS SOBE 1,2% EM OUTUBRO

Esse é o registro da primeira alta do ano

O Índice de Confiança de Serviços teve a primeira alta no ano em outubro, puxado pela melhora das expectativas das empresas em relação ao futuro. O indicador, divulgado hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas, subiu 1,2% na comparação com setembro.

 

O consultor da FGV Silvio Sales avaliou que, apesar da alta, o quadro geral de indicadores mostra percepção desfavorável do setor, que teve o segundo pior resultado desde março de 2009. “Se, por um lado, as expectativas melhoraram um pouco em outubro de forma disseminada, por outro, a visão das empresas sobre o presente continua piorando”, informou.

 

O Índice de Expectativas teve alta de 4,4% em outubro, depois de ter registrado uma queda de 1% em setembro. Esse avanço ocorreu em sete dos 12 segmentos pesquisados, e, segundo a FGV, deve-se tanto na percepção sobre a tendência dos negócios, que subiu 4,4%, quando na demanda prevista, que aumentou 4,3%.

 

A pesquisa também constatou que mais empresas esperam cenário melhor para os serviços no país, já que saltou de 32,8% para 36% a parcela das otimistas e caiu de 12,6% para 10,5% a das pessimistas. Também aumentou o número de empresas que esperam crescimento da demanda, de 31,1% para 32,5%.

 

A situação atual, que compõe a outra metade do índice, recebeu avaliação pior do que em setembro, com resultado negativo em dez dos 12 segmentos pesquisados. O ISA-S caiu 3,3% em outubro, queda mais fraca que a de 6,2% registrada em setembro. A retração foi concentrada na avaliação da situação atual dos negócios, que caiu 5,7%, enquanto a redução da demanda atual ficou em 0,3%.

 

Caiu de 16,9% para 13,8% a proporção de empresas que avaliam a situação atual como boa. Já as que acreditam que a situação é ruim aumentou de 28% para 30%.

 

Fonte: Agência Brasil

Categoria: Em pauta
Tags: , ,
Comentar

ANATEL AMPLIA DIREITOS DE USUÁRIOS DE TELEFONIA, INTERNET E TV PAGA

Entre os benefícios previstos estão facilidades para o cancelamento dos serviços, a pedido do cliente

O grande volume de reclamações dos consumidores contra os serviços prestados pelas empresas de telefonia levou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a regulamentar o atendimento das operadoras. O órgão regulador recebeu mais de 3,1 milhões de reclamações dos serviços de telecomunicações ano passado. Com base nesses registros, a Agência criou novas regras e as empresas terão um prazo de 120 dias para se adequarem ao Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC). A nova norma foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

 

 

As novas obrigações que constam na Resolução 632/2014 variam de acordo com o porte da empresa: as que contam com até 5 mil consumidores, as que têm entre 5 mil e 50 mil clientes, e as que possuem mais de 50 mil pessoas. A normativa define, por exemplo, limitações para o envio de mensagens publicitárias, facilidades para cancelamento do serviço, retorno da operadora ao consumidor caso a ligação do Call Center caia e define que novas promoções devem beneficiar também clientes antigos.

 

 

A partir do dia 8 de julho deste ano, quando acaba o prazo de 120 dias, já passam a valer as regras sobre rescisão automática, validade mínima de 30 dias para crédito pré-pago, critérios de contestação de cobrança (a empresa terá 30 dias para dar uma resposta, caso contrário, a prestadora deve automaticamente corrigir a fatura) e fim da cobrança de serviços antes deles serem utilizados pelos consumidores.

 

 

Fonte: Correio Braziliense

Categoria: Em pauta
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
Comentar
Termo de Uso de Conteúdo –

Nós permitimos e incentivamos a reprodução do conteúdo deste blog, desde que as condições determinadas abaixo sejam respeitadas.
Qualquer utilização que não respeite este Termo será considerada violação de propriedade intelectual e estará sujeita à todas as sanções legais.
Você pode copiar, distribuir e exibir o conteúdo, sob as seguintes condições:


Atribuição

Você deve dar crédito ao autor original sempre que o conteúdo possuir autoria. Veja o exemplo abaixo.
Por: (inserir o nome do autor)


Origem


A fonte deve ser citada da seguinte forma: Fonte: UDF.Blog (com o  link http://blog.udf.edu.br/)


Utilização do conteúdo


É vedada a criação de obras derivadas do conteúdo do UDF.Blog.
Você não pode alterar, transformar ou criar outra obra com base nesta.
Você não pode utilizar o conteúdo para finalidades comerciais ou publicitárias.


Política de Privacidade


Todas as informações fornecidas por você serão utilizadas para sua identificação.
Seus dados não serão vendidos ou compartilhados com terceiros sem sua prévia autorização.
Caso tenha solicitado, usaremos seus dados para mantê-lo informado sobre serviços, novidades e benefícios. Você sempre terá a opção de cancelar o recebimento de tais mensagens.


Condições gerais para os comentários


Buscando manter um relacionamento mais próximo e oferecer a possibilidade de participação dos usuários em nossos conteúdos, comentários são permitidos e bem-vindos em nosso blog.
Eles estão sujeitos a aprovação e serão publicados sempre que de acordo com as seguintes condições:

Os conteúdos dos comentários publicados são de responsabilidade dos usuários, não tendo nenhuma interferência ou opinião do UDF Centro Universitário.